Estado alarga serviços públicos disponíveis por videochamada

Renovar a carta de condução ou confirmar a alteração de morada do cartão de cidadão vai passar a poder ser feito através de videochamada. Mas há mais serviços assim.

Numa altura em que a tecnologia está cada vez mais avançada, e com o objetivo de facilitar a vida aos contribuintes, o Estado vai passar a disponibilizar uma série de serviços por videochamada, evitando deslocações. Atos como renovar a carta de condução ou pedir o registo criminal passará a poder ser feito através de um computador.

Desde junho que as pessoas com mais de 25 anos já podiam pedir a Chave Móvel Digital, renovar e alterar a morada do cartão de cidadão através de videochamada. Mas agora juntam-se outros serviços públicos, naquela que é uma medida no âmbito do “ePortugal mais acessível”, inscrita no programa SIMPLEX’20-21. Assim, através de marcação, pode receber ajuda remota para efetuar estes serviços:

  • Revalidar a carta de condução;
  • Confirmar a alteração de morada do Cartão de Cidadão;
  • Pedir o certificado de registo criminal de pessoas singulares;
  • Associar atributos empresariais com o Sistema de Certificação de Atributos Profissionais (SCAP);
  • Marcar uma consulta no centro de saúde;
  • Alterar os dados associados à Chave Móvel Digital.

Para recorrer à ajuda de um operador basta aceder ao serviço pretendido neste portal, selecionar a opção suporte que se encontra na barra lateral do site e escolher “agendar videochamada”. Depois de preencher os dados pedidos, deve escolher o dia e a hora e, dentro de 15 minutos, receberá um email de confirmação. Na data agendada, será realizada a videochamada que permite aos cidadãos efetuar o serviço online com o auxílio do operador.

Além disso, em comunicado enviado esta quarta-feira, o Governo revela mais novidades. No atendimento telefónico, vai passar a estar disponível o encaminhamento para atendimento direto em assuntos relacionados com a Autoridade Tributária, Instituto dos Registos e Notariado, Instituto da Segurança Social e Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, através do Centro de Contacto Cidadão (300 003 990).

O mesmo acontece com o Centro de Contacto Empresa (300 003 980), que permitirá a entrada direta para obtenção de esclarecimentos sobre vários serviços dedicados à atividade económica e o atendimento (em fase de projeto-piloto) para os serviços de alojamento local, saldos e liquidações e feirantes ou vendedores ambulantes.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estado alarga serviços públicos disponíveis por videochamada

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião