Hoje nas notícias: remodelação, garantias e alta velocidade

  • ECO
  • 13 Agosto 2021

Dos jornais aos sites, passando pelas rádios e televisões, leia as notícias que vão marcar o dia.

O cenário de uma remodelação governamental voltou a ser afastado pelo primeiro-ministro, que diz querer os seus ministros “concentrados a 200%” nas tarefas. Quanto às moratórias, as empresas mais afetadas pela pandemia vão ter garantias estatais, se acordarem com a banca uma reestruturação da dívida, mas com um limite de 10 milhões por devedor. Já a IP está a planear avançar com os primeiros estudos de impacte ambiental do projeto da alta velocidade Lisboa-Porto no próximo ano, para que as obras sejam lançadas em 2023. Veja estas e outras notícias que marcam as manchetes nacionais.

Costa afasta remodelação governamental

O primeiro-ministro garante que não tem “neste momento no horizonte nenhuma remodelação” do Governo, numa altura em que se multiplicam os pedidos de mudanças de ministros por parte da oposição. Para António Costa, o “esforço” que vai implicar a execução do Plano de Recuperação e Resiliência, o Portugal 2030 e o programa do Governo “não aconselham a qualquer mudança na estrutura”, apontando ao invés que os ministros devem concentrar-se “a 200% na execução das suas tarefas”.

Leia a notícia completa no Expresso (acesso pago)

Garantia estatal para empresas após moratórias vai ter limite de dez milhões

As garantias públicas que vão avançar, no fim das moratórias, no âmbito da reestruturação do crédito de empresas dos setores mais afetados pela pandemia, terão um limite de máximo por devedor. Nesta medida, o Estado vai garantir 25% do crédito às empresas em causa, que acordem com banca uma reestruturação da dívida após o fim das moratórias, mas haverá um limite de dez milhões por devedor.

Leia a notícia completa no Jornal Económico (acesso condicionado)

“Obras para alta velocidade vão ser lançadas em 2023”, diz Carlos Fernandes

A IP vai começar a executar os estudos de impacte ambiental para a construção da linha ferroviária de alta velocidade Lisboa-Porto “no início de 2022”, avança Carlos Fernandes. As obras vão começar no ano seguinte para que, em 2028, a viagem entre as duas cidades dure menos de duas horas. O grande objetivo, segundo o vice-presidente da IP e antigo CEO da Rave, empresa responsável pela chegada do TGV a Portugal.

Leia a entrevista completa no Jornal de Negócios (acesso pago)

Governo tenta reaver cinco milhões em equipamentos para a Covid-19 que nunca chegaram

Há 5,3 milhões de euros em equipamentos de medicina que nunca chegaram aos hospitais. Neste momento, a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) está a esforçar-se por ser reembolsada neste montante, por equipamentos como ventiladores e monitores que foram comprados, mas que nunca foram distribuídos pelos hospitais. O valor encontra-se no Relatório de Gestão e Demonstrações Financeiras e Orçamentais da ACSS, referente ao ano de 2020.

Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado)

Drones da Força Aérea de novo em terra voltam a falhar missões de vigilância

Um dos aparelhos do sistema de drones da Força Aérea caiu, levando à suspensão de todos os voos. Este sistema serve para vigiar e detetar incêndios florestais, mas o objetivo não está a ser cumprido, pelo segundo ano consecutivo. Os 12 drones foram comprados o ano passado, por 4,5 milhões de euros, e já no verão de 2020, quando a Força Área anunciou que estariam a funcionar em pleno, falharam o seu propósito. Este é já o quarto acidente do género desde o verão passado e a segunda vez que os drones têm de ficar em terra.

Leia a notícia completa no Diário de Notícias (acesso pago)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hoje nas notícias: remodelação, garantias e alta velocidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião