Valor dos créditos em moratória cai para 36,8 mil milhões de euros

Montante de crédito em moratória já encolheu em mais de 11,3 mil milhões face ao máximo de 48,1 mil milhões de euros registado em agosto do ano passado.

O crédito bancário em situação de moratória baixou em mais 700 milhões de euros em julho face ao mês anterior, para um montante total de 36,8 mil milhões, de acordo com os dados do Banco de Portugal. Já se reduziu em mais de 11,3 mil milhões de euros face ao recorde.

“No final de julho de 2021, o montante global de empréstimos abrangidos por moratórias era de 36,8 mil milhões de euros, menos 700 milhões do que em junho”, diz o supervisor do sistema financeiro.

Esta variação resulta do “decréscimo tanto dos empréstimos concedidos a particulares como a sociedades não financeiras, que diminuíram 200 e 500 milhões de euros, respetivamente”.

A redução foi menos expressiva que a quebra registada no mês anterior. Mantém-se, contudo, a tendência decrescente, isto quando se está a aproximar o fim deste regime.

O valor registado em julho representa uma redução de 11,3 mil milhões de euros face ao verão do ano passado, altura em que o montante em moratória chegou aos 48,1 mil milhões.

Empresas têm 59% do total

As moratórias estão a chegar ao fim. No final de setembro, o regime de moratórias públicas expira, sendo que no caso das famílias o Governo definiu que os bancos terão de procurar apresentar soluções que permitam a estas evitarem situações de incumprimentos. A avaliação dos vários é feita até 31 de agosto, tendo de ser apresentadas as soluções até 15 de setembro.

Se no caso das famílias, estas passam a estar defendidas pelos regimes especiais para evitar incumprimento nos créditos, ou resolver situações em que já houve falha no pagamento, como o PARI e o PERSI, relativamente às empresas foi anunciada uma garantia de até 25% dos valores em dívida junto da banca.

O Banco de Portugal salienta que os “empréstimos das sociedades não financeiras em moratória decresceram em todos os setores de atividade, totalizando, no final de julho, 21,8 mil milhões de euros”. Este valor corresponde a 59% do total em moratória em Portugal.

(Notícia atualizada às 11h27 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Valor dos créditos em moratória cai para 36,8 mil milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião