Moderna pede autorização para administrar terceira dose da vacina na Europa

  • Lusa
  • 4 Setembro 2021

Há dois dias a Moderna tinha também feito o mesmo pedido às autoridades dos Estados Unidos.

O laboratório farmacêutico Moderna já entregou às autoridades europeias os primeiros resultados dos ensaios clínicos para obter autorização de administração de uma terceira dose da vacina contra a covid-19, foi divulgado esta sexta-feira.

Estamos satisfeitos por termos solicitado uma autorização de comercialização condicionada à Agência Europeia de Medicamentos para o nosso reforço [de vacina] com um nível de dose de 50 microgramas”, revelou a farmacêutica norte-americana em comunicado. Há dois dias a Moderna tinha também feito o mesmo pedido às autoridades dos Estados Unidos, noticia a agência EFE.

Segundo o CEO da Moderna, Stéphane Bancel, os estudos e análises adicionais “demonstram que uma dose de reforço de 50 microgramas” [metade da dosagem das primeiras duas injeções] da sua vacina “provoca respostas de anticorpos potentes contra a variante Delta”. “Continuamos comprometidos em estar à frente do vírus e em acompanhar a evolução epidemiológica do SARS-CoV-2”, acrescentou.

A empresa explicou ainda que a segunda fase do ensaio clínico foi alterada para incluir uma terceira dose, administrada “aproximadamente” seis meses após a segunda toma. Na terça-feira, o laboratório farmacêutico tinha apresentado à agência norte-americana do medicamento (FDA) os primeiros dados para a obtenção de autorização para uma terceira dose da vacina contra a covid-19 nos Estados Unidos.

Este pedido surgiu pouco mais de duas semanas após o mesmo pedido da Pfizer, que tinha revelado que a dose de reforço gerou “significativamente mais anticorpos neutralizantes contra o vírus covid-19 original” e além disso “para as variantes beta e delta”.

Em agosto o FDA começou a recomendar o uso de uma terceira dose para pessoas com o sistema imunológico enfraquecido, como pacientes transplantados, pessoas com HIV ou pacientes com cancro que não tenham tido uma resposta imunológica adequada às duas primeiras doses da vacina.

Também recentemente as autoridades norte-americanas anunciaram planos para começar a vacinar com uma terceira dose a população em geral que recebeu as vacinas da Moderna e Pfizer há mais de oito meses, a partir de 20 de setembro. No entanto, esta norma ainda não foi aprovada pelo FDA ou pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças do Estados Unidos (CDC).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Moderna pede autorização para administrar terceira dose da vacina na Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião