Gastos em casa ganham peso no orçamento dos europeus na pandemia

A pandemia ditou um aumento significativo das despesas em casa, como comida, água e energia, e uma descida das despesas fora de casa, como nos restaurantes e hotéis.

Tal como aconteceu em Portugal, em toda a União Europeia os cidadãos tiveram de consumir mais em casa e menos fora em 2020 por causa da pandemia. Isso levou a um aumento do peso de determinados gastos como os bens alimentares, água, energia, entre outros, no orçamento dos europeus, de acordo com a edição de 2021 do “Key Figure in Europe”, divulgado esta segunda-feira pelo Eurostat.

A crise do Covid-19 impactou não só o conjunto da atividade económica, mas também os padrões de consumo dos agregados familiares“, escreve o gabinete europeu de estatísticas. Impedidos de consumir fora de casa, os cidadãos passaram a gastar mais em várias despesas que estão relacionadas com a alimentação e a permanência em casa durante o período da pandemia.

Entre janeiro de 2020 e janeiro de 2021, o peso da comida e das bebidas não alcoólicas no orçamento dos europeus aumentou em dois pontos percentuais, passando de 16% para 18%. Assim, passou a ser a categoria que mais pesa no orçamento dos cidadãos. Em segundo lugar surgem os custos com a casa, água e energia, os quais viram o seu peso subir 1,5 pontos percentuais para os 17,2%, bastante próximo da categoria que está em primeiro lugar.

Fonte: Eurostat

O peso da categoria relativa ao equipamento da casa e manutenção (máquina de lavar a roupa, entre outros) subiu 0,6 pontos percentuais para os 6,8%. Houve ainda um aumento de 0,5 pontos percentuais da despesa com álcool, tabaco e narcóticos para os 5%.

Se o tipo de gastos em casa ganhou peso no orçamento dos europeus, as despesas fora de casa encolheram. É o caso da restauração e hotelaria cujo peso caiu 2,4 pontos percentuais para os 7%. Segue-se o transporte com uma queda de 1,7 pontos percentuais para os 13,4% e o entretenimento e cultura com uma redução de 0,8 pontos percentuais para os 8%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Gastos em casa ganham peso no orçamento dos europeus na pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião