Hoje nas notícias: Função Pública, descida do IRS e Disney

  • ECO
  • 14 Setembro 2021

Dos jornais aos sites, passando pelas rádios e televisões, leia as notícias que vão marcar o dia.

O aumento da despesa com os salários dos funcionários públicos vai trazer também uma maior receita para o Estado através do IRS e das contribuições sociais: 196 milhões de euros regressam desta forma aos cofres públicos. Já o impacto da medida que prevê uma reformulação dos escalões do IRS ainda é incerto e vai depender das tabelas de retenção na fonte. Nos jornais desta terça-feira é também destacado um aumento significativo do valor dos depósitos bancários de particulares e empresas, que está a aliviar os receios com o fim das moratórias.

Estado encaixa 196 milhões com subida dos gastos com pessoal

Os gastos com os salários dos funcionários públicos em 2022 vão aumentar em cerca de 580 milhões de euros, mas isso também se traduz num maior encaixe para o Estado, através do IRS e das contribuições sociais. O Ministério das Finanças prevê arrecadar 196,2 milhões de euros com as medidas de aumento de despesa com o pessoal no próximo ano.

Leia a notícia completa no Jornal de Negócios (acesso condicionado).

Impacto da descida do IRS em 2022 depende das taxas de retenção

O Governo está a preparar a reformulação do terceiro e sexto escalões do IRS para 2022. Esta mudança deverá aliviar a carga fiscal que cai sobre os contribuintes, mas ainda não se sabe qual será o seu impacto nos salários e nas pensões. Só se vai perceber essa influência quanto o ministro das Finanças, João Leão, ajustar as tabelas de retenção de fonte. “Para que a redução da carga fiscal se faça sentir em 2022, as tabelas de retenção na fonte deveriam ser alteradas e acompanhar a redução decorrente da reformulação dos escalões”, explica Ana Duarte, do departamento fiscal da consultora PwC, ao jornal Público.

Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado).

Retoma e aumento de depósitos trazem otimismo face a fim das moratórias

Tem-se verificado um aumento do valor dos depósitos bancários de particulares e empresas, nomeadamente dos setores mais afetados pela pandemia, o que leva a um maior otimismo por parte das autoridades reguladoras relativamente ao impacto do fim das moratórias de crédito que ocorre, na maioria, no final de setembro. No período entre fevereiro de 2020 e julho de 2021, os depósitos de particulares aumentaram 19.595 milhões de euros, ou 11,5%, enquanto os depósitos das empresas cresceram 12.899 milhões de euros, ou 23,2%, segundo os dados do Banco de Portugal.

Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado).

Portugal recebeu 64,5 mil estrangeiros até agosto

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) emitiu 63.884 autorizações de residência (AR) até agosto de 2021. Isto significa que, este ano, houve menos 12,6% de AR emitidas face ao mesmo período do ano passado. Quanto aos pedidos de asilo, este ano, Portugal recebeu 589, menos 7,68 % do que em 2020. Assim, estão mais 64.522 imigrantes a residir oficialmente em Portugal, embora o total de cidadãos estrangeiros a viver no país seja maior maior se contando com quem ainda espera pelo fim do processo de regularização.

Leia a notícia completa no Diário de Notícias (acesso livre).

Disney vai fechar loja em Portugal

A Disney decidiu encerrar a maioria das suas lojas pelo globo, nomeadamente na Europa e também cerca de 60 nos Estados Unidos. O plano também tem impacto em Portugal, onde a loja da empresa no NorteShopping, em Matosinhos, que foi inaugurada em julho de 2010, também vai fechar portas no dia 25 deste mês. Já o destino da loja do Colombo ainda é incerto. No entanto, é possível que a loja do centro comercial lisboeta também encerre até ao final do ano.

Leia a notícia completa no Jornal de Negócios (acesso condicionado).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hoje nas notícias: Função Pública, descida do IRS e Disney

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião