Rede de mobilidade elétrica regista recorde de 145 mil carregamentos em agosto

  • Capital Verde
  • 20 Setembro 2021

O consumo de energia cresceu 13% em toda a rede, face ao mês de julho. Se a comparação for feita com o mesmo mês do ano passado, este valor duplicou. 

O ministério do Ambiente e da Ação Climática informou esta segunda-feira que no mês de agosto se registou um recorde de 145 mil carregamentos na rede de mobilidade elétrica, tendo o consumo de energia crescido 13% em toda a rede, face ao mês de julho. Se a comparação for feita com o mesmo mês do ano passado, este valor duplicou.

Face ao período pré-pandemia, no qual se tinham registado os valores mais elevados, a subida verificada em agosto de 2021 foi de 85% em relação ao mês de janeiro de 2020 (quando os carregamentos elétricos se situavam nos 86 mil).

“Este crescimento foi catalisado pelo investimento do Estado, superior a 12 milhões de euros, que possibilitou o desenvolvimento da rede pública piloto de carregamento e criou o sistema de acesso universal da mobilidade elétrica em Portugal”, disse o MAAC em comunicado.

Com mais de 70 Operadores de Pontos de Carregamento (OPC) e 20 Comercializadores de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica (CEME), a rede Mobi.E tem vindo a crescer, quer em número de postos, quer no aumento da potência disponível. Neste momento tem 4.175 pontos de carregamento, distribuídos pelo território nacional, incluindo Açores e Madeira, dos quais cerca de 800 pontos são rápidos ou ultrarrápidos (superior a 50 kW).

No final de 2020, a rede contava com 3.076 pontos, cerca do dobro das tomadas instaladas no ano anterior e, em 2021, tem vindo a crescer a um ritmo médio de 31 novos pontos por semana.

O mais recente estudo da Associação Europeia de Construtores Automóveis coloca Portugal como o 4º país com mais postos de carregamento por 100 km de estradas, com 14,9 pontos de carregamento por cada 100 quilómetros de estrada existentes.

Mobi.E inaugura corredor de mobilidade elétrica que liga Portugal a França

A iniciativa da Mobi.E pretende aumentar o uso de veículos elétricos em viagens longas e dar a conhecer os vários postos de carregamento que existem ao longo do percurso na Península Ibérica.

Apesar de serem muito utilizados para deslocações em zonas urbanas, a verdade é que os carros elétricos são o futuro da mobilidade e, por essa razão, também começam a ser opção nas viagens para destinos mais distantes.

No entanto, a falta de confiança na rede de postos de carregamento e até mesmo na capacidade destes veículos fazerem viagens mais longas ainda é uma realidade para algumas pessoas. Para contrariar esses receios, a MOBI.E inaugurou na semana passada um novo corredor ibérico, que vai ligar Lisboa a Irún.

A iniciativa surge no âmbito do projeto europeu CIRVE_PT e visa promover o reforço da rede de carregamento de veículos elétricos, bem como demonstrar as mais valias do modelo nacional, a nível ibérico e europeu, onde a integração de todas as redes e a sua universalidade é uma realidade.

“O projeto CIRVE_PT prolonga o modelo da rede pública de carregamento, gerida pela Mobi.E, que foi desenhado e pensado para permitir o carregamento universal e integrado de veículos elétricos. Este projeto vem reforçar as condições de interoperabilidade ao longo do percurso, nas principais vias de comunicação ibéricas, que hoje estamos a assinalar com a viagem destes veículos entre Lisboa e Irún”, destacou Eduardo Pinheiro, Secretário de Estado da Mobilidade.

O percurso da nova road trip passa por Lisboa, Alcochete, Badajoz, Navalmoral, Madrid, Burgos, Vitória, Eibar e Irún e pretende demonstrar a viabilidade desta ligação, que poderá ser feita sem qualquer limitação, com fácil acesso a pontos de carregamento.

Na prática, o projeto vai permitir que os utilizadores de veículos elétricos possam carregar as suas viaturas, com o contrato nacional habitual, em vários postos de Espanha, de forma a assegurar a ligação ao resto da Europa.

“Se, em Portugal, temos uma rede integrada, na qual basta ter um único meio de acesso para utilizar livremente todos os postos da rede Mobi.E, em Espanha, temos de contratualizar vários comercializadores diferentes que se integraram para o projeto CIRVE e que estarão integrados com a rede Mobi.E. Este é um momento importante, que garante a interoperabilidade a nível nacional, transfronteiriço e da UE, permitindo viagens longas com acesso a pontos de carregamento de veículos elétricos”, afirmou Luís Barroso, presidente da Mobi.E.

A conclusão do projeto está apontada para junho de 2022 e, até lá, prevê-se a instalação de 58 postos de carregamento – 18 infraestruturas de carregamento rápido em Portugal, no corredor da rede Central Atlântica, e 40 pontos de carregamento em Espanha, no Corredor Atlântico e Mediterrâneo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rede de mobilidade elétrica regista recorde de 145 mil carregamentos em agosto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião