Ampliar teletrabalho permitiria reduzir poluição até 10%, alertam investigadores

Esta é a principal conclusão de um estudo elaborado pelo Instituto de Ciencia y Tecnología Ambientales, da Universidade Autónoma de Barcelona (ICTA-UAB).

Implementar um regime de teletrabalho dois, três ou quatro dias por semana permitira reduzir os níveis de dióxido de nitrogénio (NO2) em 4%, 8% e 10%, respetivamente. Esta é a principal conclusão de um estudo elaborado pelo Instituto de Ciencia y Tecnología Ambientales, da Universidade Autónoma de Barcelona (ICTA-UAB).

Depois de verificarem a melhoria da qualidade do ar em virtude das restrições de mobilidade impostas pela pandemia da Covid-19, os investigadores do ICTA-UAB realizaram um estudo-piloto em larga escala “que permitiu refletir sobre as lições aprendidas durante o confinamento em termos de redução da poluição do ar”, escrevem os autores, citados pela La Vanguardia (acesso livre, conteúdo em espanhol).

Com base em três cenários distintos — de dois, três e quatro dias de teletrabalho por semana — os investigadores estudaram as mudanças na poluição do ar para cada uma das hipóteses. O primeiro cenário originaria uma redução das viagens para o escritório em torno de 12,5%, se 20% dos trabalhadores do setor de serviços adotasse este regime; uma diminuição de 5% das emissões relacionadas com o tráfego; e uma queda de 4% dos níveis de NO2.

Já o segundo cenário — em que são impostos três dias de teletrabalho por semana — reduziria as emissões em 10% e os níveis de NO2 em 8%, reduzindo, por sua vez, as viagens para o escritório em 25%, se 30% dos funcionários do setor de serviços escolhessem esta opção laboral.

Finalmente, o terceiro cenário, em que quatro dias por semana são passados a trabalhar a partir de casa, permitiria uma redução de 15% nas emissões de tráfego, de 10% nos níveis de NO2 e de 37,5% nas deslocações casa-trabalho (caso 40% dos funcionários dos serviços trabalhassem neste regime).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ampliar teletrabalho permitiria reduzir poluição até 10%, alertam investigadores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião