Injex de Famalicão entra na lista restrita de fornecedores automóveis

A certificação internacional obtida pela produtora minhota de componentes técnicos em plástico permite-lhe entrar no grupo de fornecedores regulares das grandes construtoras do ramo automóvel.

A Injex, especializada em plásticos técnicos injetados, acaba de entrar no “grupo muito restrito de empresas” portuguesas que produzem componentes para a indústria automóvel, com a obtenção de uma certificação internacional que lhe permite entrar nas listas de fornecedores regulares das grandes construtoras.

A empresa de Vila Nova de Famalicão anunciou esta quinta-feira que foi certificada de acordo com o referencial IATF 16949, que garante aos clientes que, ao longo de toda a cadeia de valor, a empresa adota sistemas de gestão da qualidade orientados para a melhoria contínua, para a prevenção de defeitos e para a redução do desperdício e de variações na produção.

“É um momento de grande alegria, que consolida a Injex como fabricante de peças para a indústria automóvel mundial, de acordo com as exigências mais avançadas do setor”, destaca, em comunicado, José Duarte Pinheiro de Lacerda, fundador e CEO da empresa, que no ano passado faturou 1,4 milhões de euros e prepara-se para investir no aumento da capacidade para duplicar as vendas em 2022.

José Duarte Pinheiro de Lacerda, fundador e CEO da Injex.D.R.

A Injex fabrica anualmente mais de 50 milhões de peças de plástico, com destaque para a produção de símbolos para marcas como a Peugeot, Alfa Romeo, Jaguar, Volkswagen, Audi e Mercedes. Exporta mais de 90% da produção e está neste momento à procura de terrenos para construir uma nova fábrica de raiz, que pretende abrir já no próximo ano, para aumentar a capacidade industrial neste concelho do distrito de Braga.

A empresa minhota sublinha, no mesmo comunicado, que “percorreu um longo caminho” até obter esta certificação, “tendo ultrapassado os diferentes níveis de geração de valor, designadamente a produção de componentes, a construção de moldes, o desenvolvimento de processos, o estudo e design de produtos, a impressão 3D, o produto certificado (serviço de certificação finlandês) e o crescimento contínuo das exportações”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Injex de Famalicão entra na lista restrita de fornecedores automóveis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião