Sindicatos avançam com providência cautelar para travar despedimentos no Santander e BCP

Santander e BCP avançaram para despedimentos coletivos de dezenas de trabalhadores depois de os planos de saídas por mútuo acordo e reforma antecipada terem ficado aquém dos objetivos.

Três sindicatos da banca entregaram esta quinta-feira uma providência cautelar nos tribunais do Trabalho de Lisboa e do Porto para travar os despedimentos no Banco Santander e no BCP.

Mais Sindicato, Sindicato dos Bancários do Centro e Sindicato dos Bancários do Norte pretendem assim que “os tribunais declarem a suspensão, atendendo à sua nulidade, dos processos em curso, pois consideram não haver qualquer justa causa objetiva para o despedimento“. Antes, os bancos estão a utilizar um “expediente legal para aplicarem uma sanção a todos os [trabalhadores] que não aceitaram sair do banco por reforma ou rescisão por mútuo acordo”, argumentam os sindicatos.

Santander e BCP avançaram para despedimentos coletivos de dezenas de trabalhadores depois de os planos de saídas por mútuo acordo e reforma antecipada terem ficado aquém dos objetivos. No caso do Santander, as saídas unilaterais deverão abranger mais de duas centenas de pessoas, enquanto o despedimento coletivo no BCP deverá afetar mais de 60.

Os sindicatos lamentam a forma como os bancos estão a conduzir este processo, com ameaças aos trabalhadores “de que se não saíssem por acordo seriam alvo de despedimento coletivo”, no que se “traduz numa pressão inadmissível e põe em causa a sua boa-fé negocial”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sindicatos avançam com providência cautelar para travar despedimentos no Santander e BCP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião