“Negociações do OE muito longe de ter sucesso”, diz Bloco de Esquerda

Bloco de Esquerda espera que, "nos próximos dias, haja reuniões com consequências", disse Pedro Filipe Soares. Ou seja, que permitam avanços nas negociações do Orçamento do Estado.

O Bloco de Esquerda considera que as negociações do Orçamento do Estado para 2022 estão “muito longe de ter algum sucesso”. À saída do encontro com o ministro das Finanças, Pedro Filipe Soares lembrou que o Orçamento ainda está em elaboração e que o encontro desta quarta-feira foi apenas procedimental e que aguarda outras reuniões para que haja consequências.

“A reunião foi procedimental, com informações genéricas sobre OE. Neste contexto político não trouxe novidade nenhuma, nem desbloqueou nenhum dos problemas em cima da mesa. Nos próximos dias espero que possa haver outras reuniões com essa consequência”, disse Pedro Filipe Soares em declarações transmitidas pelas televisões. O deputado do Bloco de Esquerda rejeita, contudo, a ideia de que a reunião tenha sido inútil. “É sempre útil pois permite perceber em que fase está o processo”, explicou.

As matérias que poderão servir para desbloquear as negociações do OE são a garantia das condições de trabalho e de um salário aos jovens que entram no mercado de trabalho e para quem já trabalha, um ponto no qual “ainda há muito para fazer”, “respeito pelos que cuidam” dos portugueses e “dignidade na fase final da vida”, apontou Pedro Filipe Soares, lembrando que estas são há muito as bandeiras orçamentais do Bloco, ainda que as negociações em si estejam a arrancar com algum atraso.

Questionado sobre se estava pessimista, o deputado do Bloco disse que o partido vê com alguma dificuldade alguns intransigências do Governo sobre matérias que já estão sinalizadas há muito tempo. “As prioridades do Bloco continuam a ter uma parca resposta do Governo”, mas ainda há tempo para que o Orçamento possa “responder às verdadeiras necessidades do país”, ao virar de página da pandemia, de retoma económica “que se quer com direitos”.

Sublinhando que “no que diz respeito a questões concretas ainda há muito trabalho para fazer”, Luís Filipe Soares criticou a veia otimista do primeiro-ministro sobre os avanços das negociações.

As reuniões, que contam também com a presença do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, serão feitas ao longo do dia com todos os partidos com assento na Assembleia da República. Estes encontros habituais, antes da entrega da proposta de Orçamento do Governo, decorrem “ao abrigo do Estatuto do Direito de Oposição”.

O PSD foi o primeiro partido a ser recebido e manifestou estar preocupado com o que ouviu, por não ter a certeza de que o Orçamento vai responder às necessidades do país.

(Notícia atualizada com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Negociações do OE muito longe de ter sucesso”, diz Bloco de Esquerda

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião