Galp e renováveis dão energia à bolsa. Jerónimo Martins bate recorde

A praça nacional só conhece o sabor dos ganhos esta semana. Galp, renováveis e Jerónimo Martins, esta última em máximos históricos, animaram PSI-20. Europa também fechou o dia a ganhar.

A Galp e o setor das energias renováveis tiveram um dia positivo esta quinta-feira e, juntamente com a Jerónimo Martins, que fechou em máximos de sempre, ajudaram a bolsa de Lisboa a encerrar em alta pela quarta sessão consecutiva. A praça nacional só conhece o sabor dos ganhos esta semana.

O PSI-20 somou 0,49% para 5.620,72 pontos, com 14 das 19 cotadas que compõem o principal índice nacional no verde.

À boleia do barril de petróleo, que está a negociar em máximos desde 2018 em Londres, acima dos 84 dólares, a Galp foi um dos grandes vencedores do dia: a petrolífera liderada por Andy Brown somou 1,29% para 9,93 euros.

Ainda no setor energético, as renováveis também deram que falar, designadamente a GreenVolt, que valorizou 2,28% para 6,29 euros, protagonizando o melhor desempenho do dia. A EDP Renováveis também avançou, mas menos: ganhou 0,18% para 21,94 euros. Já a casa-mãe EDP não escapou às perdas, recuando 0,97%.

Entre os pesos pesados nacionais, a Jerónimo Martins fechou em alta de 1,47% para 18,95 euros, o valor mais elevado de sempre. Desde o início do ano, a dona do Pingo Doce acumula uma valorização de 37%. Já o BCP encerrou o dia em baixa de 0,89% para 0,1551 euros.

Dona do Pingo Doce fecha em máximos

Lá por fora, as praças europeias tiveram um melhor registo que Lisboa, com o Stoxx 600 a avançar mais de 1%, assim como o CAC-40 de Paris e o DAX alemão. Os analistas associam as valorizações nas bolsas à queda das taxas de juros nas obrigações dos governos. ” A queda das yields de dívida soberana parece refletir menores receios com as pressões inflacionistas, depois do índice de preços no produtor dos EUA ter denotado um alívio do ritmo de subida em setembro. Isto aumenta o apetite para ativos de risco”, explicam os analistas do BCP.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp e renováveis dão energia à bolsa. Jerónimo Martins bate recorde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião