BCE pondera aumentar compras da dívida do Fundo de Recuperação da UE

  • ECO
  • 17 Outubro 2021

Membros do conselho de governadores do BCE vão discutir nos próximos meses um aumento do limite de compras de dívida de entidades supranacionais, como a UE.

O Banco Central Europeu (BCE) está a estudar a possibilidade de aumentar o limite de compras de títulos de dívida da União Europeia (UE), o que iria aumentar a flexibilidade dos seus programas de compra de ativos e reforçaria o estatuto da dívida da UE nos mercados.

Quatro membros do conselho de governadores do banco central adiantaram ao Financial Times (acesso pago/conteúdo em inglês) que apoiariam um aumento da parcela de compras de títulos de dívida pública relativa às emissões de organismos internacionais, como a UE, face ao atual limite de 10%.

É expectável que esta ideia venha a ser discutida em duas reuniões especiais do conselho de governadores a partir de novembro para decidir o nível de apoios aos mercados e economia no próximo ano, de acordo com o jornal britânico.

O plano precisa dos votos favoráveis da maioria dos 25 membros do conselho do BCE, do qual o governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, faz parte. O BCE não quis comentar.

Esta mudança surge numa altura em que a Comissão Europeia planeia aumentar as emissões no próximo ano através do NextGenerationEU de 800 mil milhões de euros, o veículo acordado no verão de 2020 para financiar a resposta europeia à pandemia.

Bruxelas pretende emitir 80 mil milhões de euros em títulos para o fundo este ano e quase o dobro deste valor no próximo ano, transformando a própria UE num dos maiores emissores de dívida da Europa.

A ajuda adicional do BCE iria permitir reduzir os custos de financiamento da UE e reforçar o estatuto dos títulos de dívida europeus como uma referência da região, um papel que está a cargo das bunds alemãs.

“Aumentar o limite das compras supranacionais seria uma forma de o BCE ganhar mais espaço de manobra nas compras de títulos de dívida pública e também mostrar apoio a este importante programa da UE”, destacou Elga Bartsch, da BlackRock Investment Institute.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCE pondera aumentar compras da dívida do Fundo de Recuperação da UE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião