Facebook baniu anúncios da Web Summit com denunciante da rede

Facebook garante não ter banido anúncios com Frances Haugen. Denunciadora revelou documentos internos que provam, diz, que a rede mente sobre a eficácia dos seus esforços para combater o ódio.

O Facebook baniu anúncios da Web Summit com a denunciante da rede social Frances Haugen, revelou Paddy Cosgrave, cofundador da cimeira tecnológica, em entrevista ao ECO. Porta-voz da rede social nega que a rede social tenha banido os anúncios. Frances Haugen dá o arranque, a 1 de novembro, da edição deste ano da cimeira, em Lisboa. Cerca de 40 mil participantes são esperados este ano no Parque das Nações durante os quatro dias da Web Summit.

“Não podemos publicitar a presença da Frances Haugen [denunciante do Facebook] na Web Summit. O Facebook baniu todos os anúncios que tenham uma referência à Frances Haugen, por ser considerado conteúdo político. Podemos fazê-lo noutras plataformas, mas não no Facebook ou no Instagram”, adiantou Paddy Cosgrave em entrevista ao ECO.

Ao ECO, porta-voz do Facebook nega que a rede social tenha banido os anúncios. “Permitimos anúncios com referências à Frances Haugen e há anúncios ativos na nossa biblioteca de anúncios, incluindo anúncios da Web Summit, que o provam”, diz em reação à notícia. “Estamos a investigar as preocupações levantadas, mas alegações que rejeitamos anúncios da WS contendo referências à Frances Haugen não são verdade”, reforça.

A denunciante da rede social criada por Mark Zuckerberg é uma das figuras que vão dar o arranque à cimeira tecnológica — a que se junta a cofundadora do movimento Black Lives Matter — e traz ao palco da cimeira no Altice Arena o seu testemunho. Antiga funcionária da rede social, Frances Haugen revelou publicamente documentos internos que, diz, provam que o Facebook está a mentir sobre a eficácia dos seus esforços para combater o ódio, violência e informação falsa na rede social.

O ano de 2021 é o mais desafiante para as grandes tecnológicas e acho que é o início de uma década desafiante. O que é bom para a inovação e para as empresas mais pequenas.

Paddy Cosgrave

O caso colocou a rede social sob forte escrutínio público, tendo os mais recentes números indicado que tem vindo a perder utilizadores nos EUA. Será que a era dourada das redes sociais pode estar a acabar? “Fazer previsões em tecnologia é muito perigoso. Quem podia prever que a Tesla seria mais valiosa do que todos os outros construtores automóveis cotados em bolsa, somados? É impossível prever o futuro”, diz Paddy Casgrove.

“É um momento interessante. É bom ter o Facebook, Apple, Google, Microsoft, Amazon, todas no evento (Web Summit). E poder ter estas conversas difíceis“, comenta o fundador da cimeira tecnológica. “Muitos eventos não falam de impostos, de monopólios, de privacidade de dados. Nós conseguimos fazer essas conversas. O ano de 2021 é o mais desafiante para as grandes tecnológicas e acho que é o início de uma década desafiante. O que é bom para a inovação e para as empresas mais pequenas.”

(notícia atualizada às 15h31 com declarações do Facebook)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Facebook baniu anúncios da Web Summit com denunciante da rede

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião