Habit fornece plataforma e implementação de seguros vendidos pela NOS

  • António Ferreira
  • 28 Outubro 2021

Novos seguros entraram no portefólio da NOS. Para integração tecnológica destes serviços, componente fundamental do projeto, contou com a Habit Analytics, broker especialista de seguros embutidos.

Os clientes da NOS, que já podiam contratar seguro para smartphones novos, passam a contar com possibilidade de aderir a novos seguros: proteção de fatura (em parceria com MetLife), cobertura de seguro para aparelhos usados, até ao limite do valor do equipamento (em parceria com a Allianz Partners) e seguro de viagem, com cobertura de acidente pessoais e assistência em viagem (em parceria com a Fidelidade). As soluções de viagem e de smartphone usado estarão disponíveis até final de 2021.

Domingos Bruges, CEO e cofundador da Habit, explica ao ECOseguros os “papéis principais” que a startup desempenha nas parcerias de embedded insurance. Esta expressão anglo-saxónica exprime a ideia do seguro embutido (ou implementado) em produtos ou serviços vendidos por grandes operadores em canais retalho, sendo também o negócio que liga a insurtech à empresa de mediação de seguros criada pela operadora de telecomunicações e entretenimento.

Em 2013, Bruges deu vida à Muzzley, mais tarde tornada Habit Analytics. Há 3 anos, a insurtech foi distinguida como a mais inovadora da fase regional EMEA do 1º Zurich Innovation Championship (2018-2019), terminando o concurso entre as 8 mais inovadoras do mundo.

“A parceria com a NOS é demonstradora da multidisciplinaridade da nossa atuação.” – Domingos Bruges, CEO e cofundador da Habit

O reforço de portefólio de produtos do grupo de telecomunicações é feito através da empresa NOS Mediação de Seguros e consolida em Portugal o reconhecimento da experiência tecnológica já acumulada pela Habit na distribuição de seguros.

Os seguros propostos podem ser adquiridos e geridos “de forma totalmente digital” na App NOS, sendo depois incluídos na fatura mensal de telecomunicações do cliente. Os novos seguros têm a colaboração da Habit Analytics, start-up que é “uma das mais distinguidas insurtech a nível internacional.

A telecom salienta que a Habit “opera uma plataforma de integração de seguros diferenciadora, criando novas soluções para as seguradoras tradicionais, com base em tecnologias como IoT e Data Analytics, que contribuem para o processo de digitalização das seguradoras e consequente distribuição de seguros de forma contextual,” e que significa “o seguro necessário, no momento certo e pelo canal mais conveniente para o cliente,” explica a NOS sobre a startup que tem a Bright Pixel (veículo da Sonae IM) entre os seus principais investidores.

"A Habit tem dois papéis principais sendo um deles o fornecimento de seguros próprios e o outro de fornecimento de qualquer outro produto de seguros de seguradoras terceiras através da nossa plataforma.”

Domingos Bruges

CEO Habit Analytics

Com produção de tecnologia em Lisboa e escritório (sede) em Nova Iorque, a Habit opera num modelo B2B2x, em que “os parceiros de distribuição são, tradicionalmente, empresas com largas comunidades de utilizadores / clientes”. Estes mesmos clientes têm “um contexto de relação muito especializado com o nosso parceiro, sendo que é através desta mesma relação que é embutido ou vendido em complemento um seguro,” introduz o CEO da Habit.

Utilizando tecnologia da Habit, a NOS, por exemplo, sabe exatamente onde está o cliente, os riscos que corre e os seguros de que precisa naquele momento. A informação sobre o contexto (otimizada pela engenharia de dados) é fundamental para abordar custos e calcular o prémio cobrado ao cliente. No ecossistema de seguros, essa é a mais-valia que a insurtech entrega aos seus parceiros. Funcionando como enabler, habilita qualquer seguradora a gerir melhor os riscos ou retalhista a distribuir seguros. Na perspetiva b2b2x, também liga, com agilidade e transparência, os intervenientes no processo: tomador do risco (seguradora), mediador (retalhista) e segurado (o consumidor).

Quanto à relação com parceiros de distribuição, a Habit tem “dois papéis principais sendo um deles o fornecimento de seguros próprios e o outro de fornecimento de qualquer outro produto de seguros de seguradoras terceiras através da nossa plataforma”. Neste último caso, a insurtech “atua como um broker digital, fornecendo uma API única para a distribuição de múltiplos produtos de uma ou mais (re)seguradoras,” desenvolveu Domingos Bruges.

Sobre o formato e tempo que levou montar a parceria com a telecom, o empreendedor afirma que, apesar de ter produtos próprios, “a Habit é agnóstica quanto aos produtos e seguradoras. A parceria com a NOS é demonstradora da multidisciplinaridade da nossa atuação, tanto como fornecedor do produto de seguros, como de plataforma broker agnóstica”. Com a NOS, a implementação foi bastante ágil”, tornando a jornada do parceiro “muito simplificada”.

Quando quisemos saber quem é tomador dos riscos nas coberturas implementadas, Bruges referiu que a telecom portuguesa “tem uma estratégia de seguros muito abrangente”, sendo que estes primeiros produtos têm risco subscrito pela Allianz Partners, Metlife e Fidelidade e, “em todos estes casos, a Habit garante a ligação transparente da NOS a cada um destes parceiros subscritores de risco,” acrescentou.

"(…), estamos numa fase muito focada no crescimento. Neste sentido, temos vindo a privilegiar parcerias comerciais em detrimento de operações de fusão.”

Domingos Bruges

CEO & co-founder Habit Analytics

No seguro para smartphones usados, associada à plataforma de distribuição, “a Habit tem um produto chamado Human Eye, que suporta a decisão de subscrição de risco para o produto de smartphone usado. Esta tecnologia avalia o estado do equipamento, condicionando a elegibilidade do equipamento à subscrição do seguro,” detalha o empreendedor. Depois, na parceria de negócio com a NOS, o seguro “tem o risco subscrito por um parceiro com escala internacional, através de uma sucursal em Portugal” que, segundo a NOS, é Allianz Partners, braço de assistência do grupo alemão desde há anos parceiro da Habit.

Falando sobre desenvolvimento da operação global da empresa, Domingos reafirma ambição de reforçar presença “em todo o tipo de produtos que tenham um contexto específico para serem distribuídos através de parceiros especializados, nomeadamente através de seguros de mobilidade, equipamento, viagem e/ou proteção ao pagamento”.

Sobre ao interesse dos investidores, o CEO explica que: “Apesar da existência de diversas oportunidades para unir esforços mais estratégicos com incumbentes e outras startups, consideramos que estamos numa fase muito focada no crescimento. Neste sentido, temos vindo a privilegiar parcerias comerciais em detrimento de operações de fusão”.

O responsável da Habit Analytics apontou ainda desafios e objetivos para 2022: “vai marcar o nosso forte crescimento europeu através de presença em novas regiões e lançamento de novos produtos globais ou locais,” disse.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Habit fornece plataforma e implementação de seguros vendidos pela NOS

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião