Sonae IM lidera investimento de 53,5 milhões na startup israelo-americana SafeBreach

A portuguesa Sonae IM participou numa ronda de investimento de 53,5 milhões de dólares na SafeBreach, empresa de segurança cibernética. Capital irá permitir à startup expandir para novas geografias.

A Sonae IM liderou, em conjunto com a Israel Growth Partners (IGP), uma ronda de financiamento de 53,5 milhões de dólares (46 milhões de euros) na SafeBreach, plataforma de simulação de ataques cibernéticos israelo-americana. A operação contou também com a participação da Sands Capital, do Bank Leumi e do ServiceNow, bem como dos investidores existentes, anunciou a Sonae IM num comunicado.

A ronda mais do que duplica o investimento realizado na SafeBreach, elevando o financiamento total da empresa para mais de 106 milhões de dólares (91,5 milhões de euros). O capital irá permitir à empresa expandir para novas geografias e continuar a melhorar as soluções em resposta às necessidades dos clientes.

A SafeBreach apoia empresas da lista Fortune 1000, entre as quais se encontram as cinco maiores empresas financeiras, além de outras na área da saúde e farmacêuticas que estão na vanguarda do desenvolvimento de vacinas contra a Covid-19 e remediação da pandemia.

O managing partner da Sonae IM, Alberto Silva, citado em comunicado, explica que nunca tiveram “um feedback tão forte e positivo de clientes com elevado nível de exigência e estamos entusiasmados para suportar a empresa a acelerar a sua expansão comercial”.

Equipa SafeBreachSafeBreach

De acordo com a Gartner, as organizações que adotam a gestão de vulnerabilidades baseada no risco terão 80% menos falhas de cibersegurança. A plataforma da SafeBreach apresenta as vulnerabilidades detetadas de forma personalizada, permitindo que os utilizadores se concentrem nos maiores riscos para a organização.

“Com a entrada numa nova fase de crescimento, este investimento vai expandir significativamente os nossos recursos para cobrirmos novos mercados e, ao mesmo tempo, aumentar a disponibilidade da nossa plataforma de validação de segurança contínua amplamente utilizada em empresas de grande dimensão e escala global”, explica Guy Bejerano, cofundador e CEO da SafeBreach.

Carlos Alberto Silva, managing partner da Sonae IM, e Assaf Harel, general partner da IGP, integrarão o conselho de administração da SafeBreach, e Scott Frederick, managing director da Sands Capital será observador deste conselho.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sonae IM lidera investimento de 53,5 milhões na startup israelo-americana SafeBreach

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião