Mota-Engil quer emitir até 75 milhões em dívida sustentável. Paga 4,25%

Emissão ligada a critérios de sustentabilidade avança junto dos investidores, com montante global inicial de até 75 milhões de euros. Títulos pagam juro de 4,25% e vencem em cinco anos.

A Mota-Engil pretende colocar até 75 milhões de euros em obrigações ligadas a critérios de sustentabilidade. Serão emitidos até 150 mil títulos com maturidade de cinco anos e uma taxa de juro fixa de 4,25%, lê-se no prospeto da operação, que já foi aprovado pela CMVM.

No documento, a construtora diz que tenciona lançar “uma oferta pública de subscrição tendo como objetivo até 150 mil obrigações, com o valor nominal unitário de 500 euros e global inicial de até 75 milhões de euros, que poderá ser aumentado, por opção do emitente, através de adenda ao prospeto aprovada pela CMVM e divulgada até ao dia 23 de novembro”.

As obrigações, que serão colocadas junto de investidores profissionais e de retalho, serão emitidas no dia 2 de dezembro de 2021, vencendo cinco anos depois. O reembolso é feito em duas prestações de 250 euros cada, a primeira em 2 de dezembro de 2025 e a segunda em 2 de dezembro de 2026.

Todos os anos, a Mota-Engil pagará um juro bruto de 4,25%, sujeito a impostos, que vence semestralmente, a 2 de junho e a 2 de dezembro de cada ano, até ao reembolso final do capital. Além disso, os investidores podem receber uma remuneração adicional de 1,25 euros por obrigação, a ser paga na data de reembolso final, se a Mota-Engil não cumprir os critérios de sustentabilidade previstos na oferta.

Segundo o prospeto, “o prazo da oferta pública de subscrição é de dez dias úteis e tem início no dia 15 de novembro de 2021, às 8h30” — a próxima segunda-feira –, terminando a 26 de novembro de 2021 às 12h00. A subscrição mínima é de cinco títulos, isto é, 2.500 euros.

Em simultâneo, a Mota-Engil avança com duas ofertas públicas de troca voluntárias dos 150 mil títulos de dívida que emitiu em novembro de 2018 (que vencem em 2022 e pagam 4,5%) e das 6.051 obrigações emitidas em janeiro de 2018 (que vencem em janeiro de 2023 e pagam 4% ao ano). Para aumentar o apetite dos obrigacionistas, a Mota-Engil oferece um “prémio em numerário” de 11,44 euros no caso das primeiras e de 195,3 euros no caso das segundas. Cada título pode ser trocado por outro da nova emissão agora anunciada.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mota-Engil quer emitir até 75 milhões em dívida sustentável. Paga 4,25%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião