Atraso na entrega de carros novos faz disparar preços dos usados até 20%

  • ECO
  • 15 Novembro 2021

Com as entregas de carros novos em Portugal a chegar aos 12 meses, as viaturas em segunda mão estão 20% mais caras. Os atrasos da produção deve-se essencialmente à escassez de chips.

Devido à escassez de chips, as entregas de carros novos em Portugal podem chegar aos 12 meses. Devido ao atraso no mercado dos carros novos, as viaturas em segunda mão estão 20% mais caras, avança o Público (acesso condicionado).

“Ao contrário da oferta, a procura é elevada e está em níveis de 2019”, garante Hugo Filipe, gestor de marketing da Benecar. “Com a procura em alta e a oferta em baixa, os preços sobem. É a economia a funcionar. Comprar um Seat León hoje custa mais 20% do que custava há seis meses”, explica.

Os números oficiais mostram que a venda de usados em 2021 está a cair 11% face a 2019 e 13% face a 2020. O diretor-geral do Stand Virtual, Nuno Castel-Branco, responsabiliza a crise dos chipes pela quebra na produção mundial. “A fábrica de carros usados são as fábricas de carros novos. Quando há menos 30% de carros novos vai haver menos usados mais à frente. Há uma crise brutal”, insiste.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Atraso na entrega de carros novos faz disparar preços dos usados até 20%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião