Knok capta investimento de 4,4 milhões de euros do fundo Nos 5G e da Triple Point

O fundo Nos 5G e a Triple Point co-lideraram uma ronda de investimento na knok. É a segunda startup portuguesa a receber investimento pelo Fundo Nos 5G.

A startup portuguesa da área da saúde knok healthcare fechou uma ronda de investimento no valor de 4,4 milhões de euros, co-liderada pelo Fundo Nos 5G e pela Triple Point. Com o financiamento, a startup quer avançar para a tecnologia da nova geração de redes móveis e reforçar a presença nos mercados externos.

Com capital inicial de dez milhões de euros e um período de investimento estimado de cinco anos, o Fundo Nos 5G foi o primeiro em Portugal orientado para a nova tecnologia móvel. A knok é a segunda startup portuguesa a receber um investimento deste fundo, depois da Reckon.ai.

José Bastos, CEO e cofundador da knok, refere que a startup “entra numa nova fase de desenvolvimento após o fecho desta ronda de investimento”. “O conjunto de excelentes investidores que reunimos contribuirão para acelerar a expansão nacional e internacional da nossa solução integrada de saúde, reforçando a presença em Espanha, Brasil e outros países da América Latina e chegando à Índia, Reino Unido e Itália”, acrescenta.

“No nosso caminho para ser a porta de entrada digital nos cuidados de saúde, a Nos é um parceiro tecnológico fundamental, e estamos muito entusiasmados por poder contar com o seu apoio e know-how em 5G, que nos permitirá levar o nosso produto para outro nível, tornando-o cada vez mais diferenciado a nível global”, explica em comunicado João Magalhães, CTO e cofundador da startup.

João Magalhães, CTO, e José Bastos, CEO, são os fundadores da Knokknok

De acordo com a Knok, a tecnologia 5G irá melhorar a acessibilidade a cuidados de saúde, nomeadamente para quem vive em localidades mais remotas. Simultaneamente, o “5G trará maior flexibilidade ao corpo clínico, que conseguirá prestar estes serviços através de uma rede móvel fiável. Com a nova geração de rede móvel, a solução desenvolvida pela knok poderá ser alargada a especialidades que exigem alta qualidade de imagem para a observação, como é o caso da dermatologia”.

Do lado da Nos, Jorge Graça, CTO da empresa, salienta que “investir na knok é um importante marco para o Fundo Nos 5G, o único em Portugal constituído para apoiar startups tecnológicas a retirar o máximo partido das potencialidades do 5G. A saúde é uma das áreas que mais irá beneficiar desta tecnologia, permitindo conectar os melhores especialistas em qualquer parte do mundo com os pacientes, contribuindo para uma democratização no acesso aos cuidados de saúde”, destaca.

A plataforma permite a realização de vídeoconsultas, recolha de dados de saúde e a marcação de consultas — telefónicas e ao domicílio. Atualmente a knok já atende mais de 2 milhões de pacientes em quatro continentes.

A empresa conta já com cerca de 30 clientes (entre hospitais, clínicas e empresas do ramo segurador), uma rede de mais de 3.100 médicos ativos em nove especialidades e, desde o lançamento, já realizou mais de 160 mil consultas.

A knok foi fundada em 2015, por José Bastos, economista, e João Magalhães, médico, com o objetivo facilitar o acesso a médicos através do uso de uma aplicação.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Knok capta investimento de 4,4 milhões de euros do fundo Nos 5G e da Triple Point

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião