Galp valoriza mais de 2% e puxa por Lisboa

Com a Galp e as papeleiras a liderarem os ganhos, Lisboa encerrou a sessão desta quarta-feira em "terreno positivo". Família EDP fechou negociações abaixo da linha de água.

Em linha com as demais praças europeias, Lisboa terminou a terceira sessão da semana acima da linha de água. As papeleiras e a Galp Energia lideraram os ganhos, puxando pela bolsa nacional. Já a família EDP fechou em “terreno negativo”.

Esta quarta-feira, o PSI-20 valorizou 0,75% para 5.433,050 pontos, recuperando das perdas registadas na terça-feira motivadas pelos receios em torno da nova variante do coronavírus, a Ómicron, e da inflação. Também nas demais bolsas do Velho Continente, esta sessão ficou marcado pelo “verde”, com o STOXX 600 a subir 1,78% para 471,19 pontos, o francês CAC 40 a ganhar 2,48% para 6.887,65 pontos, o alemão DAX a somar 2,46% para 15.471,65 pontos e o espanhol IBEX a avançar 1,89% para 8.462,30 pontos.

Por cá, destaque para as papeleiras. Os títulos da Altri protagonizaram os maiores ganhos ao subirem 3,78% para 5,085 euros. No mesmo setor, as ações da Navigator somaram 1,09% para 3,14 euros e as da Semapa ganharam 2,25% para 11,84 euros.

Esta quarta-feira, também a Galp Energia brilhou. Os títulos desta cotada avançaram 2,54% para 11,84 euros. Isto num dia em que, em Londres, o Brent valorizou em torno de 1,6%.

Também no “verde”, as ações do BCP subiram 1,18% para 0,1452 euros e, no retalho, os títulos da Jerónimo Martins valorizaram 1,01% para 19,41 euros enquanto os da Sonae somaram 1,59% para 0,9575 euros.

Já do outro da linha de água, os títulos da EDP recuaram 0,17% para 4,826 euros e os da EDP Renováveis caíram 0,35% para 4,826 euros, no dia em que foi anunciado um acordo entre esta última e a LS Electric para o desenvolvimento de projetos na Coreia do Sul. Ainda na energia, as ações da Greenvolt avançaram 0,65% para 6,17 euros.

Destaque ainda para as ações da NOS, que caíram 0,77% para 3,336 euros, no dia em que o JP Morgan Chase reviu em baixa a recomendação, mas subiu o preço-alvo desta cotada.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp valoriza mais de 2% e puxa por Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião