Receios da ómicron e grupo EDP pressionam PSI-20

O PSI-20 arrancou esta quinta-feira em terreno negativo, em linha com as quedas registadas nas principais praças europeias.

Os receios sobre a variante ómicron continuam a dominar o sentimento dos investidores nas bolsas. O PSI-20 está a cair 0,47% para os 5.448 pontos no início da sessão desta quinta-feira, em linha com as principais praças europeias.

O Stoxx 600, o índice que agrega as 600 principais cotadas europeias, está a encolher 0,9% no arranque da sessão. O alemão DAX desce 1,2%, o francês CAC 40 desvaloriza 1,1%, o espanhol IBEX cede 1,3% e o britânico FTSE contrai 0,8%.

A falta de informação mais sólida sobre os potenciais efeitos da nova variante está a criar incerteza na negociação nos mercados financeiros. O presidente da Reserva Federal norte-americana avisou na terça-feira que o aparecimento de mais uma variante pode arrefecer a economia e a contratação de trabalhadores, bem como aumentar a incerteza quanto à inflação.

Em Lisboa, a maior parte das cotadas segue em terreno negativo, sendo que as cotadas do setor energético são as mais penalizadas. A maior queda é protagonizada pela EDP Renováveis com uma desvalorização de 1,15% para os 22,28 euros.

Segue-se o BCP com as ações a encolher 1,03% para os 14,37 cêntimos, a Galp Energia com os títulos a cair 0,99% para os 8,39 euros e a EDP com uma queda de 0,83% para os 4,78 euros. Nota ainda para a Navigator que cede 0,57% para os 3,12 euros.

A impedir quedas mais expressivas do PSI-20 está a Novabase, cujas ações valorizam 0,61% para os 4,93 euros. Os títulos da Semapa, Greenvolt, Ibersol e Ramada estão inalteradas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Receios da ómicron e grupo EDP pressionam PSI-20

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião