Musk já vendeu mais de 10 mil milhões de dólares em ações da Tesla

O controverso líder da Tesla já despachou mais de 10 mil milhões de dólares em ações da companhia. Na segunda-feira, vendeu quase um milhão de títulos e exerceu opções de compra.

Elon Musk já vendeu mais de 10 mil milhões de dólares em ações da Tesla. A operação mais recente foi concluída na segunda-feira, dia em que o controverso CEO despachou mais 934 mil títulos, avaliados em pouco mais de mil milhões.

A contabilização foi feita pelo The Wall Street Journal (acesso pago). Há quase um mês que Musk está a vender ações da empresa, ao mesmo tempo que tem exercido opções de compra. Na segunda-feira, Musk exerceu mais 2,1 mil milhões desses direitos.

Em outubro, Musk perguntou aos utilizadores do Twitter se devia ou não vender 10% das suas ações da Tesla, para pagar pagar impostos sobre as mais-valias, comprometendo-se a respeitar o resultado. Os utilizadores disseram que sim.

No entanto, informação regulatória mostrou que Musk já tinha planeado em setembro exercer 23 milhões de opções de compra que iriam expirar em agosto de 2022 e vender títulos para cobrir obrigações fiscais. O gestor começou a vender ações a 8 de novembro.

A Tesla está a cotar esta sexta-feira em cerca de 1.063 dólares por ação, uma queda intradiária de 1,9%. No último mês, os títulos acumulam uma desvalorização de mais de 12%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Musk já vendeu mais de 10 mil milhões de dólares em ações da Tesla

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião