CTT criam joint-venture com chinesa YunExpress para gerir rede de cacifos

A parceria tem como objetivo gerir o negócio de uma rede de cacifos para receber encomendas em Portugal e Espanha. O negócio representará um investimento conjunto de cerca de 8 milhões.

Os CTT celebraram com a YunExpress, a unidade de negócios de logística da empresa chinesa Zongteng Group, um acordo de parceria para criação de uma joint-venture que visa gerir o negócio de uma rede de cacifos para receber encomendas em Portugal e Espanha. O negócio representará um investimento conjunto de cerca de 8 milhões de euros no prazo de três anos.

Os CTT terão uma participação maioritária de 66% na nova empresa e a participação da YunExpress será de 34% para “criar uma rede líder de cacifos para e-commerce em Portugal”, de acordo com o comunicado enviado esta segunda-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Com esta parceria, os CTT ambicionam instalar mil cacifos até ao final de 2022. A empresa explica que esta é uma “solução de enorme conveniência quer para quem compra como para quem vende online, os cacifos vêm também complementar a rede de pontos de entrega dos CTT, com uma solução inovadora, reforçando o posicionamento diferenciado dos CTT na cadeia de valor do e-commerce e fortalecendo a ligação de proximidade dos CTT com os seus clientes”.

A empresa liderada por João Bento adianta ainda que “a rede de cacifos será ainda suportada por um grupo de diferentes fornecedores nacionais, desde a metalomecânica ao software, o que permitirá uma maior autonomia e agilidade tecnológica”.

Os CTT empregavam, em dezembro de 2020, 12.234 pessoas, das quais 11.671 em Portugal, país onde opera com 2.384 Pontos CTT e cerca de 5.000 agentes Payshop. Em 2020, os CTT obtiveram rendimentos operacionais de 745,2 milhões de euros e um resultado líquido de 16,7 milhões de euros.

O ano passado, os CTT transportaram 516,9 milhões de objetos de correio endereçado, 25,9 milhões de encomendas expresso em Portugal e 24,9 milhões em Espanha.

(Notícia atualizada às 20h13 com mais informações)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CTT criam joint-venture com chinesa YunExpress para gerir rede de cacifos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião