CTT admitem “evidências” de falsas tentativas de entrega de encomendas

CEO dos CTT admitiu pela primeira vez que existem "evidências" de falsas tentativas de entrega de encomendas por parte de estafetas da empresa. Fala em "comportamentos individuais" de trabalhadores.

O presidente executivo dos CTT admitiu existirem “evidências” da ocorrência de falsas tentativas de entrega de encomendas por parte de estafetas ao serviço da empresa. Nesta que foi a primeira vez que abordou publicamente o assunto, João Bento explicou que o grupo está a tentar resolver o problema com recurso a tecnologia.

“Há evidências de que isso acontece”, respondeu o gestor esta terça-feira, quando confrontado pelo ECO com esta queixa recorrente feita por utilizadores. “Tem a ver com comportamentos individuais e achamos que é por via da tecnologia que se pode melhorar”, afirmou o líder do grupo postal, salientando que os CTT estão “muito ativos” nessa vertente. O responsável falava à margem do CTT e-Commerce Day, uma conferência sobre comércio eletrónico organizada pela empresa em Lisboa.

As falsas tentativas de entrega acontecem quando um estafeta da empresa não toca à campainha do destinatário da encomenda, ou não tenta o contacto com o mesmo, optando apenas por deixar um aviso de tentativa de entrega na caixa do correio. Os utilizadores são, depois, forçados a levantar a encomenda mais tarde num posto de correios, mesmo que estivessem na morada de destino, prontos para a receber.

Uma pesquisa no Google mostra múltiplos resultados de queixas de utentes que alegam falsas tentativas de entrega por parte da empresa portuguesa. “Já é a sexta vez num mês que recebo avisos de tentativa de entrega no correio, sendo que eu estive sempre em casa”, lê-se numa queixa publicada no site da Deco Proteste. No Portal da Queixa, outro utente alega ter estado o dia todo em casa à espera de uma encomenda, tendo encontrado o aviso de tentativa na caixa do correio.

A recorrência do problema chegou a fazer do tema uma piada repetida no Twitter: “Eu consigo acreditar em tudo, menos nos avisos de tentativa de entrega dos CTT”, escreveu um utilizador na rede social. “Eu gostava de saber como é que os CTT dizem que houve uma tentativa de entrega, se esteve gente todo o dia em casa e ninguém apareceu”, publicou outro na mesma plataforma. O ECO não confirmou de forma independente as queixas destes utilizadores.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CTT admitem “evidências” de falsas tentativas de entrega de encomendas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião