Inflação nos EUA sobe 6,8% em 2021, o maior aumento desde 1982

A inflação voltou a subir em novembro, que é o sexto mês consecutivo durante o qual os Estados Unidos registam uma subida nos preços.

A taxa de inflação nos Estados Unidos subiu 6,8% no ano que passou, segundo os dados do Departamento do Trabalho norte-americano, conhecidos esta sexta-feira. Este foi o maior aumento anual registado deste indicador desde 1982.

No acumulado de 12 meses até novembro, o índice de preços ao consumidor acelerou 6,8%, número que representa a maior subida em 39 anos e que compara com um aumento de 6,2% em outubro.

Quanto ao valor mensal, este subiu 0,8% em novembro, depois de ter aumentado 0,9% em outubro. Os aumentos de preços foram verificados em vários setores, incluindo gás, alimentos e habitação, sendo que este é já o sexto mês consecutivo em que os Estados Unidos registam aumentos de preços.

Olhando para os preços da gasolina, estes aumentaram 58,1% em novembro, o que se traduz no maior aumento em 12 meses desde 1980.

É de salientar que o presidente norte-americano divulgou um comunicado antes da divulgação destes dados, sinalizando que os números da inflação “não refletem a realidade de hoje”. Não reflete as quedas de preços esperadas nas próximas semanas e meses, como no mercado automóvel”, disse Joe Biden.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Inflação nos EUA sobe 6,8% em 2021, o maior aumento desde 1982

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião