Blend e Swee vencem programa de aceleração “From Start-to-Table”

Cada uma das empresas ganha dez mil euros e acesso direto a incubação na Startup Lisboa por seis meses.

A Blend e a Swee foram as startups vencedoras da edição deste ano do “From Start-to-Table”, o programa de aceleração da Startup Lisboa para negócios ligados ao ecossistema da restauração. Cada uma das empresas ganha dez mil euros e acesso direto a incubação na Startup Lisboa por seis meses.

“Os dois projetos foram selecionados, de entre os 22 finalistas, tendo em conta a diferenciação do modelo de negócio, a qualidade da equipa, assim como a capacidade de implementação do projeto, inovação no processo ou produto, impacto potencial no setor da restauração, potencial para o crescimento e escalabilidade, performance e progresso durante o programa e, no caso de conceitos de restauração ou novos produtos de F&B, o impacto social e ambiental que aportam”, lê-se em comunicado.

A Blend é uma ​​aplicação de gestão de equipas desenhada especificamente para bares e restaurantes. Foi idealizada há três anos, por Constantinos Samuel, oriundo do Chipre, após se aperceber das ineficiências ocorridas em bares e restaurantes de amigos, ao nível da gestão da equipa. O objetivo da Blend é ajudar proprietários e gerentes a agendar, comunicar e gerir a sua equipa de forma eficaz poupando tempo e custos.

Já a Swee, fundada pelos portugueses Tiago e Diogo Valente, foi criada em julho de 2021 como marca de produtos vegan e saudáveis, depois de se terem apercebido de uma falha no mercado entre a relação preço/qualidade dos produtos vegan. A missão da marca é tornar o estilo de vida saudável acessível para os consumidores, mantendo o sabor e textura dos produtos comercializados, que podem ser encontrados em supermercados convencionais e nas lojas da Uber Eats.

O júri, presidido por Miguel Fontes, diretor executivo da Startup Lisboa, integrou ainda Céline Abecassis-Moedas, diretora Académica do CTIE – Center for Technological Innovation and Entrepreneuship, da Universidade Católica Portuguesa, Nuno Fernandes, general manager & head of growth da Zomato Portugal, Rui Miguel Nabeiro, CEO da Delta Cafés, Sandra Peixoto, corporate social relations da Sociedade Central de Cervejas, Sérgio Guerreiro, senior director do Turismo de Portugal, Tânia Calçada, product innovation area manager da Sonae MC, e Tiago Quaresma, vice-presidente da AHRESP e administrador do Valor do Tempo Group.

Esta foi a quarta edição do programa, que contou com projetos inovadores nas categorias de tecnologia para restauração e novos conceitos de restauração e produtos de food & beverage sustentáveis.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Blend e Swee vencem programa de aceleração “From Start-to-Table”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião