BCE já deu ‘luz verde’ à nova administração da Caixa Geral de Depósitos

  • Joana Abrantes Gomes
  • 20 Dezembro 2021

O Banco Central Europeu (BCE) aprovou esta segunda-feira o novo Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) para o mandato de 2021 a 2024.

O Banco Central Europeu (BCE) deu “luz verde” ao novo Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) para o mandato de 2021 a 2024, após concluir “com sucesso” o processo de avaliação aos membros eleitos, anunciou esta segunda-feira o Ministério das Finanças.

“Concluído com sucesso o processo de avaliação (“fit and proper”) por parte do Banco Central Europeu, na sequência da proposta remetida em 29 de julho de 2021 ao Banco de Portugal, o Governo decidiu eleger o novo Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos para o mandato 2021-2024″, informa o ministério, em comunicado.

Apesar de a nova composição do Conselho de Administração assentar numa estratégia de continuidade, terá António Farinha Morais, ex-administrador do BPI, no lugar de chairman (presidente não-executivo), “com vista a salvaguardar a estabilidade da gestão e a prossecução dos bons resultados nos próximos anos”. Paulo Macedo será vice-presidente e presidirá a comissão executiva.

Após a conclusão do plano de reestruturação no passado mês de abril, o ministro de Estado e das Finanças, João Leão, citado no comunicado, considera que a nova administração da instituição assegurará “com o maior sucesso” a estabilidade financeira da CGD, contribuindo para solidez do sistema financeiro, para a promoção da poupança e para a competitividade da economia, através do financiamento das empresas e das famílias.

No comunicado, o ministério lembra ainda que, “nos últimos anos, a CGD regressou a níveis de rendibilidade que permitiram iniciar a retribuição aos portugueses do esforço de recapitalização”, com o pagamento, já em 2021, de um dividendo extraordinário de 300 milhões de euros. “Adicionalmente, a CGD aumentou os seus rácios de capital, tendo hoje rácios superiores à média em Portugal e noutros Estados-Membros da União Europeia, e que lhe permite enfrentar a situação pandémica em melhor posição com pares nacionais e europeus”, lê-se no documento.

(Notícia atualizada às 19h51)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCE já deu ‘luz verde’ à nova administração da Caixa Geral de Depósitos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião