Novo reator nuclear começou a funcionar na Finlândia

  • Lusa
  • 21 Dezembro 2021

O reator nuclear EPR de Olkiluoto, Finlândia, foi acionado pela primeira vez durante a noite passada, devendo abastecer cerca de 15% do consumo do país, anunciou a entidade exploradora da central.

O reator nuclear EPR de Olkiluoto, Finlândia, foi acionado pela primeira vez durante a noite passada, anunciou esta terça-feira a entidade que explora a central, 12 anos após o início da construção.

De acordo com a mesma fonte, o reator construído pelo grupo francês Areva começou a funcionar às 03:22 (01:22 em Lisboa).

A produção de eletricidade deve começar com cerca de 30% da potência em janeiro, antes do funcionamento normal a partir de junho de 2022, disse ainda a empresa finlandesa de energia TVO, em comunicado.

“O momento do arranque foi histórico. A última vez que um reator foi construído na Finlândia foi há mais de 40 anos e mesmo na Europa o mesmo acontecimento remonta ao início do século XXI”, sublinha o operador da central de Olkiluoto, referindo-se a um reator romeno que começou a funcionar em 2007.

O projeto do reator de Olkiluoto, apontado como o mais forte da Europa, foi lançado em 2005 no sudoeste da Finlândia, mas foi perturbado por vários atrasos e desvios financeiros.

Com uma capacidade de produção de 1.650 megawatts, o reator deve abastecer cerca de 15% do consumo do país.

O abastecimento do reator foi efetuado em março, mas o regulador nuclear finlandês só autorizou o funcionamento na semana passada.

Apesar de ter sido concebido para relançar a energia nuclear – muito criticada após o desastre de Chernobyl em 1986 -, o novo reator foi dotado de uma estrutura de cimento “considerável”.

Até ao momento, apenas dois reatores EPR foram construídos a nível mundial, na central de Taishan, na República Popular da China.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Novo reator nuclear começou a funcionar na Finlândia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião