É oficial: Benfica rescinde com Jorge Jesus

Encarnados comunicaram ao mercado a rescisão do contrato com Jorge Jesus. Nelson Veríssimo é promovido da equipa B de forma interina. "Não era o desfecho que ambicionávamos", disse Rui Costa.

É oficial. O Benfica já comunicou à CMVM a saída de Jorge Jesus do comando técnico da equipa principal. “Não era o desfecho que ambicionávamos”, disse o presidente dos encarnados, Rui Costa, numa curta conferência de imprensa, ao lado de Jesus. O treinador será substituído interinamente por Nelson Veríssimo, que treinava a equipa B e que vai estar no banco na partida com o FC Porto na quinta-feira.

No comunicado enviado ao mercado, o Benfica informa que “chegou a acordo com o treinador Jorge Jesus para a rescisão do contrato de trabalho desportivo com efeitos imediatos”. “Mais se informa que o treinador Nélson Veríssimo assume, até ao final da presente temporada, as funções de treinador da equipa principal de futebol”, acrescenta a nota. Além da SAD, o clube também já anunciou a saída do treinador, adiantando que “cumprirá com todas as obrigações contratuais até ao término do vínculo laboral existente ou até que Jorge Jesus e a sua equipa técnica assumam novo compromisso profissional”.

Minutos depois de oficializar a saída, o presidente do Benfica fez uma curta declaração aos jornalistas, ao lado do técnico português. “O Benfica e o mister Jorge Jesus chegaram a acordo para a rescisão do contrato com a mesma seriedade com que sempre trabalhamos. Não era o desfecho que ambos ambicionávamos. Trabalhamos arduamente para chegar ao final do ano com os objetivos cumpridos. Mas chegamos à conclusão que esta decisão era o melhor para ambas as partes“, defendeu Rui Costa.

Jorge Jesus também disse que não queria ser um “problema” para o Benfica, mas antes uma “solução”, pelo que entendeu que a rescisão era a melhor decisão para os dois lados. “A minha vida vai continuar como sempre, a trabalhar com amor e paixão”, disse o técnico. Após a conferência, Rui Costa e Jorge Jesus abraçaram-se.

O Benfica e o mister Jorge Jesus chegaram a acordo para a rescisão do contrato com a mesma seriedade com que sempre trabalhamos. Não era o desfecho que ambos ambicionávamos. Trabalhamos arduamente para chegar ao final do ano com os objetivos cumpridos. Mas chegamos à conclusão que esta decisão era o melhor para ambas as partes.

Rui Costa

Presidente do Benfica

Este era um desfecho anunciado depois dos resultados menos positivos nos últimos jogos, incluindo a derrota por 3-0 diante do FC Porto na passada quinta-feira e que ditou o afastamento dos encarnados da Taça de Portugal. A passagem do Benfica aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, à frente do Barcelona, acabou por adiar a saída de Jesus.

Depois, o assédio do Flamengo junto do técnico português nas últimas semanas também azedou a relação de Jorge Jesus com os dirigentes encarnados, sobretudo pelo facto de o treinador não ter colocado um ponto final definitivo logo nas primeiras abordagens feitas pelo clube brasileiro.

Tudo isto culminou no episódio com os jogadores nos últimos dias. O jornal Record fala em “motim” no balneário, depois de o técnico ter tentado afastado o jogador Pizzi do grupo de trabalho, o que motivou uma reação em bloco dos colegas contra a decisão, obrigando a reintegração do médio.

O Benfica segue na terceira posição da Liga Portugal Bwin, a quatro pontos dos líderes FC Porto e Sporting. Será Nelson Veríssimo a comandar a equipa no encontro agendado com os portistas nesta quinta-feira, desta vez a contar para a 16.ª jornada do campeonato. Nova derrota poderá complicar ainda mais as aspirações do Benfica na luta pela conquista do título de campeão nacional.

As ações da SAD do Benfica valorizam cerca de 1,5% para 4,63 euros, depois de já terem estado a disparar mais de 8% numa sessão marcada pela baixa liquidez. Cerca de 1.300 títulos tinham sido negociados a cerca de hora e meia do fecho da sessão, abaixo da média diária de 6.000 títulos dos últimos três meses.

(Notícia atualizada às 14h56)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

É oficial: Benfica rescinde com Jorge Jesus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião