França multa incumprimento do teletrabalho até 1.000 euros por funcionário

  • Lusa
  • 30 Dezembro 2021

A partir de janeiro, será obrigatório três dias de teletrabalho nas empresas onde isso seja possível. As empresas arriscam multas de mil euros por trabalhador até um máximo de 50 mil euros.

A ministra francesa do Trabalho, Elisabeth Borne, anunciou esta quinta-feira multas até 1.000 euros por trabalhador para as empresas que não cumpram a imposição de teletrabalho de pelo menos três dias por semana, devido à doença covid-19.

“Queremos um sistema que seja mais dissuasivo”, disse a ministra numa entrevista ao canal LCI, ressalvando que as multas não podem ultrapassar 50 mil euros por empresa.

Esta medida consta de um projeto em análise na Assembleia Nacional e tem entrada em vigor prevista para 15 de janeiro, tendo as associações de pequenas e médias empresas (PME) reagido contra esta iniciativa, exigindo medidas de acompanhamento do Governo e recusando a escolha da via das sanções.

Na segunda-feira, o Governo francês anunciou que o teletrabalho pelo menos três dias por semana passaria a ser obrigatório a partir de janeiro para os empregos em que é possível trabalhar remotamente.

França, que tem uma taxa de incidência de quase 800 casos por 100 mil habitantes, com mais de 200 mil casos diários, atravessa uma “onda” da pandemia, como advertiu o ministro da Saúde, Olivier Véran.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

França multa incumprimento do teletrabalho até 1.000 euros por funcionário

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião