Brasileiros do Banco Master fecham acordo para compra do BNI Europa

  • ECO
  • 31 Dezembro 2021

Os brasileiros do Banco Master acordaram a compra do BNI Europa. É a terceira tentativa de compra do banco português, que está à venda desde que os chineses da KWG desistiram da compra em 2020.

Os brasileiros do Banco Master (nova designação do Banco Máxima) fecharam um acordo para a compra do BNI Europa. Trata-se da terceira tentativa de compra do banco português, após duas tentativas sem sucesso, uma primeira em 2019, pelos chineses da KWG, e a segunda pelos espanhóis da Altarius Capital, já este ano.

O negócio ainda tem de passar pelo crivo do Banco de Portugal e do Banco Central Europeu, mas o facto de o acordo ser feito com um banco e não com um fundo (como era o caso da Altarius) é visto como um fator positivo a contribuir para uma eventual aprovação, noticia o Jornal Económico.

Em março deste ano, o banco português perdeu o seu CEO, Pedro Pinto Coelho, cerca de um ano depois de os chineses da KWG terem desistido da compra da instituição financeira portuguesa, devido à pandemia. O BNI Europa é detido pelos angolanos do BNI, cujo principal acionista e presidente da comissão executiva é o ex-vice-governador do Banco Nacional de Angola Mário Palhares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Brasileiros do Banco Master fecham acordo para compra do BNI Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião