INSA: Vacinas são menos eficazes contra variante Ómicron

  • Lusa
  • 5 Janeiro 2022

Peritos dizem que a efetividade da vacina contra infeção no caso da variante Ómicron situa-se entre os 40% a 70% e é considerada “moderada contra a infeção sintomática”.

A efetividade da vacina contra a Covid-19 é mais baixa na variante Ómicron do que a estimada para a Delta, mas após a dose de reforço aumenta e varia consoante a vacina e o tempo desde a última dose, segundo os especialistas.

Na apresentação que esta quarta-feira fez na reunião de peritos do Infarmed, Ana Paula Rodrigues, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), explicou, citando vários estudos, que a efetividade da vacina contra infeção no caso da variante Ómicron situa-se entre os 40% a 70% e é considerada “moderada contra a infeção sintomática”.

A especialista disse ainda que a imunidade baixa mais rápido na variante Ómicron do que o que se verificou na Delta, fruto da maior capacidade de escape ao sistema imunitário.

Já a efetividade contra a hospitalização, independentemente do tipo de vacina, no caso da Ómicron, e após o reforço vacinal, é de 88%. Após a segunda dose situa-se entre os 52% e os 72%, “dependendo do tempo que decorreu entre última toma da vacina”, disse.

Os dados apontam para valores inferiores na efetividade da vacina relativamente ao que se verificava na variante Delta, “mas após o reforço aproxima-se. Contudo, não se sabe ainda qual é o decaimento no risco de hospitalização com o tempo, mas espera-se que seja menor”, acrescentou.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

INSA: Vacinas são menos eficazes contra variante Ómicron

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião