Portugal desperdiça seis milhões em apoios para dar fruta nas escolas

  • ECO
  • 9 Janeiro 2022

Programa Regime de Fruta Escolar chegou a menos de metade dos alunos das escolas do primeiro ciclo públicas, no ano passado. Ministério da Agricultura rejeita estar em causa um fracasso.

Portugal “desperdiçou” desde 2017 quase seis milhões de euros em fundos europeus destinados a apoiar a distribuição de frutas nas escolas do primeiro ciclo, avança este domingo o Jornal de Notícias. O Ministério da Agricultura nega tratar-se de um fracasso.

De acordo com o jornal, Portugal regista a pior taxa de execução da União Europeia relativamente aos fundos atribuídos ao abrigo do programa Regime de Fruta Escolar, que se destina aos alunos do primeiro ciclo. No ano letivo passado, essa taxa foi de 38%, o que significa que foram gastos 1,25 milhões de euros dos 3,3 milhões de euros disponíveis para Portugal.

Ora, o Ministério da Agricultura garante que o regime de fruta escolar chegou a 160 mil alunos. Estavam inscritos mais de 317 mil alunos nas escolas do primeiro ciclo públicas, o que significa que nem metade dessas crianças teve acesso ao programa em questão. À exceção da Bélgica e Espanha, todos os países europeus aproveitaram a totalidade das verbas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal desperdiça seis milhões em apoios para dar fruta nas escolas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião