Petróleo anima Galp e impulsiona bolsa de Lisboa

A subida dos preços do petróleo deu ganhos de mais de 2% à Galp Energia, que conseguiu alcançar o topo do pódio dos melhores desempenhos da sessão.

As bolsas europeias prolongaram a recuperação da sessão anterior e fecharam em alta esta quarta-feira. A divulgação dos dados da inflação em dezembro, que mostraram um índice de preços no consumidor em níveis que não eram vistos há décadas, acabou por ter pouco impacto no dia de negociações.

Enquanto o Stoxx 600 subiu 0,6%, o espanhol IBEX-35 cresceu 0,1%, o alemão DAX ganhou 0,4%, e o francês CAC-40 somou 0,7%. Em Lisboa, o PSI-20 valorizou-se em 0,40%, para 5.663,98 pontos, com a Galp Energia e a EDP Renováveis a darem os maiores contributos.

As ações da petrolífera portuguesa estiveram mesmo em destaque, alcançando o primeiro lugar do pódio dos melhores desempenhos, ao subirem 2,44%, para 9,818 euros.

Isto num dia em que, no mercado das matérias-primas, os futuros do petróleo Brent, referência para as importações nacionais, avançam 1,19%, para 84,73 dólares. Os investidores estão a apostar que o impacto da variante Ómicron na procura mundial será pouco duradouro, e dados publicados esta quarta-feira mostram que as reservas de petróleo dos EUA estão em mínimos de 2018.

Já a EDP Renováveis somou 1,07%, para 19,91 euros, no rescaldo do anúncio de que vai implementar um novo modelo organizativo, separando os negócios do grupo pelas diferentes regiões onde opera.

Ainda no lado dos ganhos, os títulos da operadora Nos encareceram 0,59%, para 3,41 euros, enquanto os títulos dos CTT avançaram 0,45%, para 4,43 euros, dois dias depois de o ECO noticiar que a empresa e o Governo firmaram um “acordo transitório” que salvaguarda a concessão do serviço postal universal até se concluírem as negociações para o novo contrato.

Do lado das perdas, o BCP travou os ganhos na bolsa ao cair 1,25%, para 16,57 cêntimos. A EDP também penalizou o PSI-20, com uma queda de 0,44%, para 4,495 euros. No fim da tabela está a GreenVolt e a Mota-Engil, com quedas de, respetivamente, 1,43% e 2,06%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo anima Galp e impulsiona bolsa de Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião