EDP Renováveis ganha 1 GW em leilão para construir parque eólico “offshore” na Escócia

Através da Ocean Winds, uma joint venture que detém com a Engie para o eólico offshore, a EDP Renováveis vai construir na costa da Escócia, até ao fim da década um novo parque com capacidade de 1 GW.

A EDP Renováveis anunciou esta segunda-feira que a Ocean Winds, a joint venture que detém com a Engie para projetos offshore, recebeu direitos exclusivos para desenvolver um projeto de cerca de 1 GW no bloco NE4, o parque eólico offshore Caledonia, na Escócia. Além da energia eólica offshore, está também a ser considerada a utilização de parte da produção de eletricidade para a componente de hidrogénio renovável.

A capacidade atribuída à Ocean Winds em leilão fica localizada no fundo marinho da Caledónia, junto aos parques eólicos offshore que desenvolveu e opera de Moray East (950 MW) e Moray West (900 MW). O primeiro é já o maior parque eólico deste tipo na Escócia e o segundo está praticamente pronto para dar os primeiros passos. Caledónia, com cerca de 1 GW, será comissionado até ao final da década, levando a Ocean Winds a contribuir com cerca de 2,9 GW para as metas daquele país.

O Reino Unido está entre os maiores mercados eólicos offshore a nível mundial, tendo aumentado recentemente a sua meta de capacidade offshore instalada para 40 GW até 2030, indica a EDP Renováveis.

“O sucesso no leilão da Crown Estate Scotland permite à joint venture alavancar experiência e sinergias no desenvolvimento, construção e operação deste novo projeto, que também irá explorar a componente de hidrogénio renovável”, disse a EDP Renováveis em comunicado.

“Ganhar este projeto reforça e consolida a nossa posição como um operador chave no Reino Unido, onde já temos atualmente os projetos de Moray East e Moray West, o que permitirá promover sinergias entre eles e melhorar a sua eficiência. A nossa presença há mais dez anos nesta zona posiciona-a como um mercado estratégico para o grupo e continuamos firmemente empenhados em cumprir o nosso plano de investimentos para impulsionar a transição energética“, comentou Miguel Stilwell d’Andrade, CEO da EDP e da EDP Renováveis, no mesmo comunicado.

A nova área atribuída de 440 km2 do fundo marinho da costa da Escócia atribuída à Ocean Winds está localizada, precisamente, junto aos projetos já existentes de Moray East e Moray West, permitindo, assim, aproveitar a experiência acumulada e sinergias no desenvolvimento, construção e operação deste novo empreendimento.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis ganha 1 GW em leilão para construir parque eólico “offshore” na Escócia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião