Governo promete leilões para aumentar capacidade eólica offshore em Portugal

  • Capital Verde
  • 27 Agosto 2021

O secretário de Estado da Energia, João Galamba, avançou ao Expresso que "a realização de leilões para energias de fonte ou localização oceânica será certamente determinada pelo Governo".

O Governo vai mesmo avançar com leilões de energias renováveis que incluam capacidade eólica offshore. É só uma questão de tempo. O secretário de Estado da Energia, João Galamba, avançou esta sexta-feira em declarações ao Expresso (acesso pago) que “a realização de leilões para energias de fonte ou localização oceânica será certamente determinada pelo Governo”. Falta apenas o “devido enquadramento legal e regulatório”, disse o governante em resposta ao semanário.

Isto depois de a EDP ter dito esta semana que a expansão do parque eólico offshore Windflot Atlantic ao largo da costa de Viana do Castelo (dos atuais 25 MW de capacidade instalada até um máximo possível de 200 MW de injeção na rede, ou cerca de 20 aerogeradores) está apenas dependente da abertura desses processos concursais por parte do Executivo para a concessão de mais capacidade.

No ãmbito de uma visita de barco ao parque eólico portugês, José Pinheiro, responsável pelo projeto do consórcio Windplus, liderado pela EDP e pela Engie, deixou um recado ao Governo português: “[Se neste momento fosse anunciado que haveria um leilão para energia eólica offshore] nós estávamos aqui e concorreríamos a esse leilão”.

“Há condições muito interessantes para se fazer esse leilão. Já vários players internacionais apareceram e levantaram o braço e mostraram interesse. O setor privado deixou claro que há interesse para investimento neste tipo de infraestruturas, mas precisa de um ambiente regulatório estabelecido e de um esquema de remuneração estabilizado e previsível. Essa é a forma de trazer esta tecnologia para patamares mais competitivos”, disse o country manager, revelando que neste momento não existe nenhum projeto offshore na calha para o mercado português, seja de expansão do Windfloat ou outro novo.

Em resposta a isto, João Galamba disse ao Expresso que “há manifestações de interesse nas eólicas offshore que representam capacidades de vários gigawatts”. Isto será tido em conta na próxima revisão do Plano Nacional de Energia e Clima, que vai rever em alta as metas nacionais para o offshore.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo promete leilões para aumentar capacidade eólica offshore em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião