Costa rejeita pedido de desculpa a Neeleman. Rio dá razão a empresário

O ex-acionista de referência da TAP acusou o primeiro-ministro de proferir "afirmações falsas" no debate com Rui Rio, exigindo um pedido de desculpas. Costa não quis responder.

O ex-acionista da TAP David Neeleman disse esperar um pedido de desculpas de António Costa, por este ter “faltado à verdade”, no debate com Rui Rio. Já o primeiro-ministro escusou-se a comentar o assunto, dizendo “era o que faltava”, enquanto Rui Rio defendeu que era correto um pedido de desculpas.

No debate, Costa disse que se o Estado não tivesse readquirido 50% do capital da transportadora aérea nacional, a TAP teria “ido para o buraco” quando as várias empresas do acionista privado David Neeleman foram à falência. Após estas declarações, o empresário defendeu, numa nota enviada à Agência Lusa, que todas as empresas de aviação que fundou “foram e continuam a ser projetos de grande sucesso com valorizações consideráveis para os seus stakeholders, tendo demonstrado ser sustentáveis e resilientes o suficiente para sobreviver neste cenário de crise”.

António Costa “faltou à verdade e com as suas declarações afetou o meu nome e a minha reputação, pelo que espero um pedido de desculpas“, concluiu assim Neeleman. Confrontado com estas declarações pelos jornalistas, António Costa recusou falar sobre o assunto, apontando que não tem nada a dizer.

Já Rui Rio, que se envolveu também numa altercação com a TAP após declarações proferidas neste mesmo debate, colocou-se do lado de Neeleman, reiterando que “o primeiro-ministro claramente faltou à verdade ao dizer que o empresário está falido e todas as suas empresas tinham ido à falência e que a TAP se salvou porque o Estado ficou com a TAP”, em declarações transmitidas pela RTP3.

“A TAP não foi à falência porque metemos lá muito dinheiro”, apontou o presidente do PSD, defendendo assim que “é correto que Antonio Costa peça desculpa porque a reputação [de Neeleman] foi ferida e tem direito à reposição da credibilidade enquanto empresário”.

Rio acrescentou ainda que “relativamente ao futuro, é muito dinheiro dos portugueses que tem sido metido na TAP”, pelo que “a única forma airosa” de resolver a situação é “na melhor oportunidade, privatizar a TAP”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Costa rejeita pedido de desculpa a Neeleman. Rio dá razão a empresário

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião