Nas notícias lá fora: Correio Covid, Moderna e Call of Duty

China suspeita que Covid-19 possa chegar através do correio estrangeiro, enquanto a Moderna anunciou para 2023 uma vacina única contra a gripe e coronavírus.

A pandemia continua a marcar a atualidade internacional. A China suspeita que a Covid-19 possa chegar através do correio estrangeiro, enquanto a farmacêutica Moderna remeteu para 2023 uma vacina única contra a gripe e a Covid. O Reino Unido estuda compensar fornecedoras de energia para reduzir a fatura às famílias. A produtora de Call of Duty despede em massa, após alegações de assédio sexual. Estas e outras notícias estão a marcar a atualidade internacional.

Reuters

China suspeita que Covid possa chegar através do correio estrangeiro

A China está a pedir à população para usar máscaras e luvas ao abrir o correio, especialmente aquele que vem do estrangeiro, após as autoridades terem sugerido que o primeiro caso da variante Ómicron encontrado em Pequim terá chegado numa encomenda vinda do Canadá. Os Correios do Estado emitiram um aviso, alertando que o correio internacional deve ser desinfetado após chegar à China, e os funcionários que processam e entregam correio internacional devem ter a vacina da Covid e o respetivo reforço.

Leia a notícia completa na Reuters (acesso livre/conteúdo em inglês).

Politico Europe

Moderna anuncia vacina única contra gripe e Covid

A farmacêutica Moderna que pôr no mercado, até ao final do ano que vem, uma vacina única que combata, ao mesmo tempo, a gripe e a Covid-19, sendo atualizada anualmente. “Trata-se de uma dose única de reforço anual para que as pessoas evitem ter de vacinar-se duas ou três vezes em cada inverno”, explicou Stephane Bancel, presidente executivo da farmacêutica norte-americana. Bancel sublinhou ainda que a empresa está a desenvolver uma vacina de dose única para combater, especificamente, a variante Ómicron.

Leia a notícia completa no Politico Europe (acesso livre/conteúdo em inglês).

Financial Times

Reino Unido estuda compensar fornecedoras de energia para reduzir fatura das famílias

O Governo do Reino Unido está a ponderar pagar às fornecedoras de energia quando os preços grossistas do gás natural subam acima de um determinado patamar, numa tentativa de amortecer os elevados preços da luz nas faturas dos consumidores. A medida poderia ser autofinanciada, pois as empresas também teriam de reembolsar o Estado quando os preços desçam abaixo de um certo nível.

Leia a notícia completa no Financial Times (acesso pago/conteúdo em inglês).

The Wall Street Journal

Produtora de Call of Duty despede em barda após alegações de assédio sexual

A produtora de videojogos Activision Blizzard continua debaixo de fogo devido a graves problemas ao nível da cultura empresarial. Segundo o WSJ, a empresa que desenvolve o popular jogo Call of Duty despediu mais de três dezenas de trabalhadores e disciplinou outros 40 desde julho, enquanto gere uma crise relacionada com múltiplas alegações de assédio sexual a trabalhadoras.

Leia a notícia completa no The Wall Street Journal (acesso pago/conteúdo em inglês).

Financial Times

Países mais pobres enfrentam aumento de 11 mil milhões no pagamento da dívida

Os países mais pobres do mundo veem-se a braços com um aumento de 10,9 mil milhões de dólares (9,55 milhões de euros) na dívida a pagar este ano, depois de muitos terem terem recorrido aos mercados de capitais para financiar as suas respostas à pandemia do coronavírus. Um dos países mais expostos ao problema é o Sri Lanka. “Os países enfrentam uma retoma dos pagamentos da dívida precisamente no momento em que não têm recursos para o fazer”, alertou David Malpass, presidente do Banco Mundial.

Leia a notícia completa no Financial Times (acesso pago/conteúdo em inglês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: Correio Covid, Moderna e Call of Duty

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião