Pedro Silva Pereira reeleito vice-presidente do Parlamento Europeu

  • Lusa
  • 18 Janeiro 2022

O português, da família socialista, obteve 517 votos, menos que o austríaco Othmar Karas (536) e o italiano Pina Picierno (527), pelo que será o terceiro vice-presidente do PE até 2024.

O eurodeputado socialista português Pedro Silva Pereira foi esta terça-feira reeleito vice-presidente do Parlamento Europeu, na primeira volta da eleição dos 14 vice-presidentes para a segunda metade da legislatura, até 2024, realizada em Estrasburgo, França.

A nova presidente da assembleia, a maltesa e até agora primeira vice-presidente Roberta Metsola, tinha já sido eleita num ato eleitoral dirigido por Silva Pereira, enquanto segundo vice-presidente.

O Parlamento procedeu de seguida ao início da eleição dos vice-presidentes, tendo eleito já nove na primeira volta, com o deputado português a ser o terceiro mais votado.

Pedro Silva Pereira recolheu 517 votos – bem acima da maioria absoluta necessária dos 680 votos expressos válidos, no caso 341 -, ficando apenas atrás do austríaco Othmar Karas, do Partido Popular Europeu (536) e do italiano Pina Picierno (527), também socialista, pelo que será o terceiro vice-presidente do Parlamento Europeu até às próximas eleições europeias, em 2024.

Dos nove vice-presidentes já eleitos – os nove candidatos que conseguiram a maioria absoluta necessária para a eleição -, cinco são da família dos Socialistas e Democratas (S&D, à qual pertence a delegação do PS), três do PPE, e um do grupo Renovar (Liberais).

Para eleger os restantes cinco vice-presidentes, proceder-se-á ainda a uma segunda volta, não havendo mais nenhum português candidato.

Fui reeleito vice-presidente e vejo nisso um reconhecimento internacional que é muito importante, pessoalmente e também para o país, porque é uma função de prestígio para Portugal”, comentou Pedro Silva Pereira, em declarações em Estrasburgo após a votação.

De manhã, o Parlamento elegeu Metsola, do PPE, para suceder ao socialista italiano David Sassoli, falecido na semana passada.

Metsola obteve 458 votos entre 616 votos expressos válidos, superando por larga margem a maioria absoluta de que necessitava (309).

A sua vitória já era aguardada, em função do entendimento entre as três maiores bancadas do hemiciclo, que previa que a presidência da assembleia europeia na segunda metade da legislatura coubesse a uma figura escolhida pelo PPE, de centro-direita, após o socialista Sassoli a ter assumido nos dois primeiros dois anos e meio.

Roberta Metsola, que cumpre esta terça 43 anos, é advogada e torna-se na terceira mulher a presidir ao Parlamento Europeu – depois das francesas Simone Veil e Nicole Fontaine.

Será a primeira maltesa a dirigir uma instituição europeia, e ainda a mais jovem presidente de sempre da assembleia europeia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Pedro Silva Pereira reeleito vice-presidente do Parlamento Europeu

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião