Receita da taxa turística encolhe 70% com a pandemia

  • ECO
  • 20 Janeiro 2022

A pandemia tirou 39,3 milhões de euros às autarquias em taxa turística só no ano passado. A maior quebra foi em Lisboa, que encaixou menos 26,2 milhões de euros do que em 2019.

No ano passado, as autarquias perderam 39,3 milhões de euros em receitas com as taxas turísticas face ao total arrecadado em 2019, antes da pandemia. Em 2021, as oito autarquias que têm em vigor esta taxa arrecadaram 17 milhões de euros, o que contrasta com os 56,3 milhões de euros encaixados em 2019, antes da pandemia, uma queda de 70%, de acordo com uma contabilização feita pelo Jornal de Negócios (acesso pago).

Lisboa registou a maior perda ao arrecadar dez milhões de euros em 2021, em comparação com 36,1 milhões de euros em 2019. Já em 2020 a autarquia de Lisboa tinha visto encolher em 6% o total das suas receitas cobradas em taxas, contribuições e impostos, sobretudo pela queda acentuada nos valores conseguidos pela taxa turística.

A Câmara do Porto registou a segunda maior perda, ao arrecadar 4,8 milhões de euros, contra os 13,9 milhões de euros encaixados em 2019. São menos 9,1 milhões de euros (-65%) nos cofres da Invicta. Na terceira posição está Cascais, que perdeu 1,6 milhões de euros (de 2,8 milhões em 2019 para 1,2 milhões em 2021) – menos 57%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Receita da taxa turística encolhe 70% com a pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião