Rei dos Frangos quer nomear administrador para a SAD do Benfica

A pessoa escolhida iria substituir uma das gestoras, colocando assim a SAD em incumprimento das regras que dizem respeito à paridade de género.

O empresário José António dos Santos, mais conhecido como “Rei dos Frangos”, quer nomear um administrador para a SAD do Benfica. No entanto, a entrada da pessoa escolhida iria substituir uma das gestoras, colocando assim a SAD em incumprimento das regras que dizem respeito à proporção de pessoas de cada género. A Assembleia Geral Extraordinária tinha sido suspensa para resolver o assunto, mas será retomada a 24 de janeiro, ainda sem solução à vista, segundo o comunicado enviado à CMVM.

A Assembleia tinha reunido a 6 de janeiro para “deliberar sobre a eleição e recomposição dos cargos sociais do Conselho de Administração, do Conselho Fiscal e da Mesa da Assembleia Geral e a eleição dos membros dos respetivos órgãos para o mandato relativo ao quadriénio 2021/2025”. Nesta discussão, o representante dos Acionistas Minoritários, onde se inclui o Rei dos Frangos, “manifestou a intenção de propor o Dr. António Albino Pires de Andrade para o cargo de vogal do Conselho de Administração”.

Esta nomeação era possível já que os acionistas minoritários titulares de, pelo menos, 10% de ações representativas do capital social da sociedade em causa que votem contra a proposta que fez vencimento na eleição dos administradores podem designar um administrador, o qual substitui automaticamente a pessoa que figure em último lugar na lista vencedora.

No entanto, a proposta do Conselho de Administração nomeava duas pessoas do género feminino para o cargo de vogal, que figuram em último lugar nessa lista. A nomeação do empresário iria assim substituir uma destas gestoras, indo contra a regra que dita que “a proporção de pessoas de cada género designadas de novo para o órgão de administração não pode ser inferior a 33,3% a partir da primeira assembleia geral eletiva após 1 de janeiro de 2020”.

Existe, assim um “conflito entre os comandos legais previstos” nestas situações. Desta forma, foi decidida a suspensão da Assembleia Geral Extraordinária, para “permitir aos mesmos ponderar a situação em causa e procurar encontrar uma solução que assegure o cumprimento da lei”. Os trabalhos serão retomados no próximo dia 24 de janeiro de 2022, às 19.00 horas.

A quatro dias desta reunião, ainda “não chegaram ao conhecimento do Presidente da Mesa da Assembleia Geral quaisquer propostas adicionais além daquelas que foram apresentadas na sessão iniciada no dia 6 de janeiro de 2022″. “Caso o Presidente da Mesa da Assembleia Geral venha a receber alguma informação adicional relevante a este respeito, promoverá as diligências necessárias para, nos termos previstos na lei, a tornar pública”, indicam. Mesmo assim, quando os trabalhos forem retomados, “serão colocadas à votação as propostas apresentadas e disponíveis nessa data”.

(Notícia atualizada às 18h45)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rei dos Frangos quer nomear administrador para a SAD do Benfica

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião