Nas notícias lá fora: Dólar digital, Primark e Irlanda sem restrições

  • ECO
  • 21 Janeiro 2022

A Reserva Federal norte-americana (Fed) abriu pela primeira vez a discussão sobre uma possível introdução de uma moeda virtual no banco central.

Na Alemanha, o Governo quer atrair 400 mil trabalhadores qualificados de outros países todos os anos, de forma a combater o desequilíbrio demográfico e a escassez de mão-de-obra em setores-chave. No Reino Unido, a Primark vai cortar 400 postos de trabalho, numa tentativa de responder às crescentes pressões de custos. Já a Irlanda deverá acabar com a maioria das restrições pandémicas, à medida que as preocupações em torno da variante Ómicron diminuem.

Financial Times

Fed abre debate sobre possível moeda virtual

A Reserva Federal norte-americana (Fed) abriu pela primeira vez um período de debate e consulta pública sobre uma possível introdução de uma moeda virtual no banco central, naquela que é uma tentativa de acompanhar a inovação financeira mundial e manter a supremacia do dólar. “Estamos ansiosos para nos envolver com o público, representantes eleitos e com uma ampla gama de partes interessadas enquanto examinamos os pontos positivos e negativos de uma moeda digital”, disse o presidente Jerome Powell.

Leia a notícia completa no Financial Times (conteúdo em inglês/acesso condicionado).

Reuters

Alemanha quer atrair 400 mil trabalhadores qualificados do exterior por ano

O novo Governo da Alemanha quer atrair 400 mil trabalhadores qualificados de outros países todos os anos, de forma a combater o desequilíbrio demográfico e a escassez de mão-de-obra em setores-chave. “A escassez de trabalhadores qualificados tornou-se tão séria que está a fazer desacelerar drasticamente a nossa economia”, disse Christian Duerr, líder parlamentar do Partido Democrata Livre (FDP). “Só podemos controlar o problema do envelhecimento da força de trabalho com uma política de imigração moderna”, acrescentou.

Leia a notícia completa na Reuters (acesso condicionado/conteúdo em inglês).

The Wall Street Journal

Intel investe 20 mil milhões numa fábrica de chips no Ohio

A tecnológica norte-americana Intel planeia investir pelo menos 20 mil milhões de dólares numa nova fábrica de chips no Estado norte-americano Ohio. O objetivo é contornar as atuais carências de chips a nível mundial, fruto de uma procura internacional cada vez mais por produtos digitais. A Intel quer voltar a ser líder na produção de chips, fornecendo-os também a outras empresas. A empresa compete com a também norte-americana Nvidia que em 2020 ultrapassou a Intel como a empresa de semicondutores mais valiosa dos EUA. Já em 2021 a Intel foi ultrapassada pela sul-coreana Samsung como a principal fabricante de chips.

Leia a notícia completa no The Wall Street Journal (acesso pago/conteúdo em inglês).

The Guardian

Primark vai despedir 400 pessoas para compensar aumento de custos

A Primark vai cortar 400 postos de trabalho nas suas lojas do Reino Unido, numa tentativa de responder às crescentes pressões de custos, apesar de ter observado uma recuperação significativa nos últimos meses. A retalhista anunciou que está a eliminar gradualmente algumas funções nas suas lojas, incluindo supervisores, criando uma nova função de gerência de nível básico. A empresa tem assistido a um aumento dos custos de transporte e energia, mas não planeia aumentar os preços das roupas.

Leia a notícia completa no The Guardian (conteúdo em inglês/acesso livre).

Bloomberg

Irlanda prepara-se para acabar com a maioria das atuais restrições

A Irlanda deverá acabar com a maioria das restrições pandémicas, à medida que as preocupações em torno da variante Ómicron diminuem. Vários consultores médicos do Governo irlandês propuseram acabar com a maioria das restrições, incluindo horários de fecho antecipado de bares e restaurantes e a necessidade de certificados no acesso a várias instalações. O uso de máscara, certificado para viagens internacionais e isolamento para pessoas sintomáticas provavelmente serão as únicas regras que continuarão em vigor.

Leia a notícia completa na Bloomberg (acesso condicionado/conteúdo em inglês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: Dólar digital, Primark e Irlanda sem restrições

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião