Reviravolta em Wall Street. Após quedas, índices acabam dia no verde

Os principais índices de Wall Street estavam em queda, com preocupações sobre as tensões na Ucrânia e as perspetivas da Fed, mas a caça por bons negócios acabou por fazer inverter a tendência.

As bolsas norte-americanas estiveram em queda durante a maior parte da primeira sessão da semana, pressionadas pelo nervosismo com a perspetiva de um ataque russo à Ucrânia e as decisões da Fed após a reunião de quarta-feira. No entanto, os principais índices de referência acabaram por inverter a tendência à última hora e registaram ganhos.

As tensões entre a Rússia e a Ucrânia estão a preocupar os investidores, nomeadamente após os Estados Unidos começarem a retirar diplomatas de Kiev. Além disso, digerem também a possibilidade de o banco central norte-americano endurecer a política monetária, sendo que poderá arrancar já em março com a subida dos juros diretores, para conter a inflação.

Esta situação estava a levar a quedas nos mercados, mas os investidores, no final da sessão, decidiram apostar em bons negócios, nomeadamente nas ações tecnológicas, que estavam em queda, e com isso acabaram por inverter a tendência.

O S&P 500 avançou 0,31% para 4.411,71 pontos, enquanto o industrial Dow Jones somou 0,32% para 34.373,82 pontos, a primeira sessão positiva após seis em queda. Já o tecnológico Nasdaq chegou a cair mais de 4%, mas acabou por também recuperar e terminou o dia a subir 0,71% para 13.866,17 pontos.

As cotadas do setor de tecnologia estavam então entre as mais atingidas, com os receios relativamente às taxas de juros mais altas, mas acabaram por ser onde os investidores se refugiaram. A Microsoft subiu 0,11% para 296,37 dólares, a Amazon ganhou 1,33% para 2.890,88 dólares e a Alphabet, dona da Google, avançou 0,33% para 2.607,44 dólares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Reviravolta em Wall Street. Após quedas, índices acabam dia no verde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião