Demium investiu 1,35 milhões de euros em startups portuguesas

Em 2021, 12 startups portuguesas pre-seed receberam investimentos de 100.000 e 150.000 euros através do fundo de investimento parceiro Demium.

A Demium investiu 1,35 milhões de euros em startups portuguesas no ano passado, fazendo de Lisboa o seu segundo maior hub. Clynx, MyCareForce e Ushowme fazem parte das 12 startups que receberam financiamento da empresa espanhola. Dos cinco países onde a Demium está presente, Portugal é o segundo mercado onde mais investem. O objetivo é continuar: “Estatisticamente podemos ambicionar unicórnios”, diz Diogo Patão, diretor de programas da Demium.

“Estes projetos são muito diferentes dos normais SaaS ou marketplaces; o time to market é muito maior e exigem conhecimentos muito especializados. Isto faz com que não existam muitos investidores pre-seed e seed a olhar para este espaço”, refere Diogo Patão, citado em comunicado.

Além das startups investidas estarem em fase pre-seed, todas são empresas tecnológicas, que normalmente combinam modelos de negócio B2B e B2C, sendo a área da saúde um denominador comum à maioria.

O momento mais importante do programa de incubação da Demium passa pela apresentação do projeto ao fundo de investimento parceiro da Demium, Think Bigger Capital, para levantamento da ronda pre-seed, que só acontece depois de estarem garantidos o MVP (Minimum Viable Product), tração inicial e validação da adequação do produto ao mercado.

A grande maioria da equipa Demium está dedicada a este trabalho de apoio e preparação, contribuindo assim para uma taxa de sucesso de 61%, na conquista de investimento entre as startups. Depois do investimento inicial, o apoio continua, com uma equipa especializada no processo ‘pre-seed to seed‘, envolvendo o crescimento de equipas, geração de maior tração e conquistas investimentos seed.

Grande parte não será bem-sucedida, mas algumas startups vão conseguir avaliações acima de 100M euros e estatisticamente podemos ambicionar unicórnios.

Diogo Patão

Diretor de programas da Demium

“Fazer uma empresa crescer o suficiente para ser atrativa para investidores seed é muito difícil, e por isso quisemos dedicar uma equipa em exclusivo a esta fase. Queremos ajudar as nossas startups ao longo da sua vida, queremos continuar a investir nelas, e por isso o nosso fundo de investimento prevê follow-ons de até 500.000 euros por startup“, explica Digo Patão. “Sabemos, contudo, que são necessários muitos recursos e ajuda para construir empresas realmente globais, pelo que incentivamos e apoiamos as startups a atrair outros Fundos de Venture Capital e Business Angels, para coinvestir connosco.”

“Mesmo assim, nada disto será possível sem o empenho e trabalho árduo das próprias startups. Todos temos consciência do funil de sucesso. Grande parte não será bem-sucedida, mas algumas startups vão conseguir avaliações acima de 100 milhões euros e estatisticamente podemos ambicionar unicórnios”, salienta o diretor de programas da Demium.

Portugal, segundo país com maior investimento da Demium

Com um investimento total de 7,2 milhões de euros, em 68 startups, durante 2021, Portugal apresenta-se como o segundo país com maior investimento, entre os cinco países europeus onde a Demium está presente. O país lusitano está apenas atrás de Espanha, onde estão quatro do total de oito hubs Demium.

“A Demium veio construir equipas do zero, utilizando metodologias rigorosas e intensivas, permitindo que, entre quatro a seis meses, as startups estejam prontas para se proporem ao primeiro investimento, com possibilidade de follow-on até 500 mil euros. E isto é uma proposta de valor muito valiosa para o ecossistema empreendedor em Portugal”, justifica Diogo Patão.

A Demium Portugal vai continuar a ser um importante hub da empresa, havendo intenção de expansão para outras cidades, e integrando o lançamento do programa de aceleração Demium, focado apenas em startups portuguesas e espanholas. O primeiro vai arrancar a meio de fevereiro, onde, durante dez semanas, as startups vão contar com o acompanhamento de mentores especializados em marketing, growth hacking e produto e vendas, preparando-as enfrentarem as suas futuras rondas de investimento e com elas verem os seus projetos crescer e escalar.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Demium investiu 1,35 milhões de euros em startups portuguesas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião