Altri vai separar negócio da Greenvolt

O grupo Altri decidiu separar os negócios de pasta e energias renováveis, devido aos "diferentes ciclos que cada um regista".

O grupo Altri decidiu mesmo avançar com a separação dos negócios de pasta e energias renováveis, em “virtude dos diferentes ciclos que cada um regista”. A operação será feita através da distribuição de ações da GreenVolt detidas pela Altri aos acionistas.

“Feita a avaliação interna dos impactos e das vantagens, concluiu-se pela viabilidade desta operação que se concretizará através da distribuição de ações GreenVolt, detidas pela Altri, aos acionistas desta”, explica a Altri, em comunicado. A empresa tinha avançado com um estudo sobre a otimização da participação acionista no capital da GreenVolt.

O conselho de administração do grupo Altri está confiante de que irá obter a aprovação dos acionistas na Assembleia Geral de 2022, nomeadamente depois da “aprovação unânime que mereceu dos acionistas uma distribuição similar que teve lugar na Assembleia Geral Anual de 2021, no contexto do Initial Public Offering (IPO)”.

O grupo detém um total de 52.523.229 ações da GreenVolt, representativas de 58,72% do capital social, das quais 18.750.000 são detidas por via indireta, através da subsidiária Caima Energia. A Altri está a desenvolver um “processo de reestruturação interna” no qual se tornará titular direta da participação detida pela Caima Energia.

A Altri perspetiva também que a distribuição da posição aos acionistas é “aguardada com satisfação pelo mercado em geral”, estimando que se concretize num prazo nunca superior a 30 dias a contar da data da deliberação em Assembleia Geral.

Com esta decisão, a GreenVolt já deixou de ser consolidada nos resultados anuais de 2021, que revelaram que a Altri quintuplicou lucros para 124 milhões num ano de produção e vendas recorde, que ajudaram a compensar a subida dos custos por causa da inflação. Já o lucro ajustado da GreenVolt aumentou 3% em 2021, para 11,9 milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Altri vai separar negócio da Greenvolt

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião