Portugal é o país da UE com menos capacidade de armazenar gás

A capacidade total de armazenamento subterrâneo de gás na UE é de 1100 TWh (ou seja, 100 mil milhões de metros cúbicos), distribuídos por 160 locais em 18 Estados-membros, incluindo Portugal.

A Comissão Europeia não quer que se repita o cenário deste inverno e por isso apresentou já uma proposta legislativa que fixa em 80% o nível mínimo de reservas de gás armazenado em instalações subterrâneas que os Estados-Membros devem assegurar até 1 de novembro de 2022.

Nos anos seguintes, este valor subirá para 90%, com objetivos intercalares de fevereiro a outubro.

Até agora, as regras comunitárias eram bem menos apertadas e as reservas de gás armazenadas nos diferentes países, num inverno normal, correspondiam a apenas 25 a 30% do gás natural consumido na União Europeia.

De acordo com o Eurostat, a capacidade total de armazenamento subterrâneo de gás na UE é de 1100 TWh (ou seja, 100 mil milhões de metros cúbicos), distribuídos por 160 locais em 18 Estados-membros, incluindo Portugal.

No entanto, 75% da capacidade total de armazenamento de gás está concentrado em cinco países: Alemanha (245,3 TWh), Itália (197,7 TWh), França (128,5 TWh), Países Baixos (143,8 TWh) e Áustria (95,5 TWh).

Portugal surge em último na lista com uma capacidade de armazenamento de gás de apenas 3,6 TWh.

O país tem instalações de armazenamento de gás natural no Carriço (perto da Figueira da Foz), em cavidades em formações salinas naturais a grande profundidade, interligadas com uma estação de gás que gere a injeção, a partir da rede de transporte, com recurso a compressores ou a extração com sistemas de desidratação do gás natural para posterior injeção na rede de transporte.

A REN Armazenagem é o operador de armazenamento subterrâneo de gás, sob concessão.

Já no que diz respeito a consumo, Portugal não é o país que consome menos gás natural, mas também está longe de ser dos que mais depende desta fonte de energia. No total, os 27 consumiram em 2020 perto de 400 mil milhões de metros cúbicos de gás natural.

De acordo com o Eurostat, em 2020, Portugal consumiu 5,9 mil milhões de metros cúbicos de gás, mais do que países como a Eslováquia, Eslovénia, Suécia, Malta, Letónia, Luxemburgo, Lituânia. Irlanda, Croácia, Finlândia, Grécia, Estónia, Dinamarca e Bulgária.

No extremo oposto está a Alemanha, a Itália, os Países Baixos, a França, Espanha e a Polónia, como os grandes consumidores e dependentes de gás.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal é o país da UE com menos capacidade de armazenar gás

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião