Deloitte concluiu 3.ª auditoria especial ao Novobanco. Finanças já enviaram ao Parlamento, Tribunal de Contas e PGR

Ministério das Finanças já remeteu o novo relatório da terceira auditoria especial ao Novobanco à Assembleia da República, Tribunal de Contas e PGR.

A Deloitte já concluiu a terceira auditoria especial ao Novobanco e o documento já seguiu para a Assembleia da República, Tribunal de Contas e Procuradoria-Geral da República, anunciou o Ministério das Finanças esta segunda-feira, sem divulgar conclusões.

Esta auditoria especial surge por conta da Lei 15/2019, que “vem estabelecer obrigações de transparência e escrutínio às operações de capitalização, resolução, nacionalização ou liquidação de instituições de crédito com recurso, direto ou indireto, a fundos públicos”.

Isto é, como o Novobanco pediu dinheiro ao Fundo de Resolução em 2021 — cerca de 430 milhões de euros — por causa dos prejuízos em 2020, o Governo ordenou a realização de uma nova auditoria especial à Deloitte, que já tinha feito as anteriores.

“A auditoria especial analisa operações realizadas entre 01.01.2020 e 31.12.2020, incluindo operações de crédito, subsidiárias e associadas, outros ativos, e ainda operações de venda de carteiras”, indica o ministério liderado por Fernando Medina.

O relatório será ainda remetido ao Banco Central Europeu, ao Banco de Portugal, ao Fundo de Resolução, à Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões e à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, de acordo com as Finanças. “O relatório da auditoria especial exigirá a análise e a avaliação pelos seus destinatários”, assinala.

Vem aí quarta auditoria?

Apesar dos lucros de 185 milhões de euros em 2021, o Novobanco acabou de apresentar um novo pedido de 209 milhões de euros ao Fundo de Resolução, que é uma entidade que está na esfera pública, ao abrigo do mecanismo de capital contingente negociado em 2017.

Enquanto o Fundo de Resolução e as Finanças entendem que não será devido qualquer pagamento ao banco, se isso acontecer, terá mesmo de haver uma quarta auditoria por causa da injeção de dinheiros públicos.

António Ramalho anunciou na semana passada que está de saída da liderança do banco, que acontecerá em agosto.

(Notícia atualizada às 15h15)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Deloitte concluiu 3.ª auditoria especial ao Novobanco. Finanças já enviaram ao Parlamento, Tribunal de Contas e PGR

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião