Direto Economia russa afundará 15% em 2022 e inflação está nos 200%, diz Casa Branca

  • ECO
  • 6 Abril 2022

Ocidente vai reforçar sanções à Rússia. Estimativas da Casa Branca apontam para uma contração da economia russa entre 10% a 15% este ano.

Os Estados Unidos e aliados ocidentais vão impor sanções adicionais ao Kremlin, incluindo a proibição de qualquer novo investimento na Rússia, após alegações de crimes de guerra na Ucrânia, avançou a Casa Branca. As atrocidades cometidas em Bucha foram condenadas por toda a comunidade internacional e estão a gerar uma nova onda de sanções, mas também de expulsão de diplomatas russos. Portugal não é exceção.

Entre as medidas tomadas estão o alargamento de sanções contra instituições financeiras e empresas estatais russas e sanções contra funcionários do Governo e familiares, detalhou a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki. Segundo as estimativas avançadas pelo diretor do Conselho Económico Nacional da Casa Branca, a economia russa afundará 15% em 2022, sendo que a taxa de inflação disparou para os 200% em termos anuais.

No 42.º dia de guerra, as tropas russas levaram a cabo ataques aéreos e explosões, na região de Lviv e Dnipropetrovsk, no leste e no centro da Ucrânia, corroborando os receios de que estejam a concentrar-se para uma grande ofensiva a Leste. Na habitual intervenção na televisão, o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelenski, disse que a Ucrânia está ciente de que a Rússia está a reunir reforços para outra ofensiva e alertou que o país tem menos tropas e menos equipamento militar do que a Rússia. “Não temos escolha — o destino da nossa terra e do nosso povo está a ser decidido”, disse. “Sabemos por que estamos a lutar. E vamos fazer de tudo para vencer.”

Também esta quarta-feira, a UE aprovou um apoio de 3,5 mil milhões de dólares para os Estados-membros que acolham refugiados ucranianos. Siga o liveblog.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Economia russa afundará 15% em 2022 e inflação está nos 200%, diz Casa Branca

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião