Direto Navio de guerra russo afunda. Ucrânia reivindica ataque

  • ECO
  • 14 Abril 2022

O navio Moskva, alegadamente atingido por mísseis ucranianos no Mar Negro na noite passada, já afundou. O presidente ucraniano critica os países que se opõem ao embargo ao petróleo russo.

O navio almirante Moskva, da frota do Mar Negro, afundou, admitiu o ministério da Defesa russo. As autoridades ucranianas avançaram que tinham atingido e danificado um navio de guerra russo no Mar Negro na noite passada, segundo uma mensagem do governador de Odessa publicada no Telegram. “Os mísseis Neptuno que guardam o Mar Negro causaram danos muito graves ao navio russo. Glória à Ucrânia”, lê-se numa mensagem do governador de Odessa, Maksym Marchenko, publicada no Telegram.

Quanto às sanções, o presidente da Ucrânia reforça os apelos para um embargo à energia russa, acusando a Alemanha e a Hungria de bloquearem esta medida. O líder ucraniano afirmou que os países europeus que continuam a comprar petróleo russo estão a favorecer as respetivas economias “graças ao sangue dos outros”.

A autarquia de Mariupol reiterou esta quinta-feira que à volta de 20.000 civis já morreram nos ataques russos à cidade portuária, adiantando temer que o número de vítimas mortais possa chegar a 35.000 nos próximos dias.

Acompanhe aqui as notícias que marcaram o 50.º dia da invasão russa da Ucrânia:

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Navio de guerra russo afunda. Ucrânia reivindica ataque

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião