Musk perto de fechar compra do Twitter por 43 mil milhões

“A melhor oferta e a final”, nas palavras de Musk, deve ser suficiente para que o dono da Tesla fique com o controlo total da rede social de que é um utilizador assíduo. Ações sobem quase 4%.

O Twitter prepara-se para aceitar a oferta de 43 mil milhões de dólares feita por Elon Musk, que já é o segundo maior acionista da empresa que detém esta rede social – e que sairá de bolsa caso a operação seja bem-sucedida.

De acordo com a Reuters, que cita fontes próximas da administração que deverá recomendar a venda aos acionistas, o negócio pode ser anunciado ainda esta segunda-feira, com o dono da Tesla a pagar 54,20 dólares por ação. Um valor que o próprio designou como “a melhor oferta e a final”.

Esta semana, Musk comunicou ao mercado que já assegurou um financiamento de 25,5 mil milhões de dólares — incluindo 12,5 mil milhões relativos a um empréstimo que tem por base as suas ações da Tesla – junto de um grupo de bancos liderado pelo Morgan Stanley, o seu advisor financeiro. O Twitter contratou o JPMorgan Chase e o Goldman Sachs para este negócio

Separadamente, irá pessoalmente avançar com 21 mil milhões em capital próprio, segundo os documentos submetidos na passada quinta-feira na Securities and Exchange Commission (SEC), o regulador do mercado nos Estados Unidos da América.

Foi a 14 de abril que o homem mais rico do mundo, segundo a Forbes, lançou uma OPA hostil para adquirir 100% das ações do Twitter. Musk é um ávido utilizador da plataforma, onde conta com mais de 80 milhões de seguidores, um número próximo daquele que o ex-presidente dos EUA, Donald Trump, tinha antes de ser banido no início de 2021.

A primeira reação da companhia americana foi ativar um plano de direitos dos acionistas, conhecido como “pílula venenosa”, que é acionado quando alguém compra parte da empresa sem aviso prévio e tem como objetivo tornar a empresa menos atrativa, desencorajando alguma tentativa hostil de aquisição.

Na mensagem que acompanhou a oferta, dizendo que tinha “um preço alto”, Elon Musk vaticinava que “os acionistas [iriam] amá-la”. “Se o negócio não funcionar, tendo em conta que não tenho confiança na gestão nem acredito que consiga conduzir às alterações necessárias [com a empresa] na bolsa, então terei de reconsiderar a minha posição como acionista”, alertou.

A bolsa de Nova Iorque iniciou a sessão desta segunda-feira em baixa devido a receios associados aos efeitos económicos dos confinamentos na China, mas com as ações do Twitter a subir quase 4%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Musk perto de fechar compra do Twitter por 43 mil milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião